Uma das maiores empresas do Brasil está a beira da falência e deve demitir em massa Uma das maiores empresas do Brasil está a beira da falência e deve demitir em massa Uma das maiores empresas do Brasil está a beira da falência e deve demitir em massa Pular para o conteúdo principal

Uma das maiores empresas do Brasil está a beira da falência e deve demitir em massa

A Casa do Pão de Queijo protocolou um pedido de recuperação judicial na última sexta-feira (28), na Vara de Competência Empresarial e de Conflitos Relacionados à Arbitragem da 4ª Região Administrativa Judiciária. A rede de cafeterias mencionou uma dívida de R$ 57,5 milhões, incluindo a fábrica e suas 28 lojas próprias localizadas em aeroportos, excluindo as franquias.
Ao que tudo indica, em breve demissões em massa devem começar. Em 2008, a rede tinha mil pontos de venda espalhados pelo Brasil, mas agora enfrenta uma grave crise financeira. O pedido de recuperação judicial, descrito como "a solução para a situação financeira atual, de modo a permitir à direção da empresa honrar todos os seus compromissos", detalha uma dívida trabalhista de R$ 244.318. A maior parte da dívida, R$ 55,89 milhões, é de credores quirografários (sem garantia), enquanto R$ 1,4 milhão são de micro e pequenas empresas.
A Casa do Pão de Queijo também solicitou a manutenção dos serviços essenciais, como energia elétrica, que estão em atraso. A empresa destaca que a interrupção desses serviços acarretaria a paralisação de suas atividades comerciais. Pandemia A pandemia de COVID-19 foi apontada como a origem dos problemas financeiros da Casa do Pão de Queijo. O distanciamento social e o fechamento das lojas a partir de março de 2020 resultaram em uma perda significativa de produtos estocados e dificuldades em pagar aluguéis e funcionários. Nos primeiros três meses, a empresa registrou uma perda de 97% do faturamento e encerrou 2020 com uma redução total de 50%.
O isolamento social barrou o crescimento sólido da empresa, que vinha sendo impulsionado pela circulação de pessoas nos aeroportos durante eventos como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. A fábrica em Itupeva (SP), responsável pela matéria-prima das lojas, também teve sua operação interrompida diversas vezes devido às restrições, resultando em uma considerável perda de produtividade. Inundações no Sul Além da pandemia, enchentes no Rio Grande do Sul prejudicaram a operação da Casa do Pão de Queijo. O alagamento do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, onde estão quatro de suas 28 filiais, impactou financeiramente a empresa em R$ 1 milhão. A falta de previsão para a normalização da situação levou à demissão de 55 funcionários, agravando ainda mais a crise.
O que é a Casa do Pão de Queijo A Casa do Pão de Queijo, fundada em 1967 no centro de São Paulo, começou como uma pequena cafeteria focada na venda de pão de queijo. Nos anos 80, a empresa abriu uma fábrica no bairro da Barra Funda e adotou o modelo de franquias, o que permitiu sua expansão pelo país. Em 2008, a rede atingiu mil pontos de venda, consolidando-se como uma das maiores redes de cafeterias do Brasil. Além de suas tradicionais lojas em aeroportos, a Casa do Pão de Queijo tem uma presença marcante em shoppings, centros comerciais e locais de grande circulação. A marca é conhecida pela qualidade de seus produtos, especialmente o pão de queijo, que é feito com uma receita tradicional mineira, utilizando ingredientes frescos e de alta qualidade. Ao longo dos anos, a Casa do Pão de Queijo diversificou seu cardápio, oferecendo uma variedade de produtos como salgados, sanduíches, cafés e sucos, sempre mantendo o foco na qualidade e no atendimento ao cliente. A empresa também investe em inovação, desenvolvendo novos produtos e melhorando seus processos para atender às demandas do mercado e as expectativas dos consumidores. A Casa do Pão de Queijo é uma marca querida pelos brasileiros, sinônimo de tradição e sabor. Mesmo enfrentando dificuldades financeiras, a empresa continua a lutar para manter suas operações e honrar seus compromissos, contando com a lealdade de seus clientes e a dedicação de seus funcionários para superar este momento desafiador.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado