Jornal Brasil Online Jornal Brasil Online Jornal Brasil Online Pular para o conteúdo principal

Postagens

;

Com uma frase, Magno Malta mostra quem é Toffoli e Dirceu

O senador Magno Malta (PL-ES) expressou indignação diante da decisão do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), de anular as condenações de José Dirceu (PT) e do empreiteiro Marcelo Odebrecht. Em vídeo publicado nesta quinta-feira (23), o parlamentar sugeriu que a determinação é “vergonhosa” e chamou Dirceu de “patrão” de Toffoli, lembrando que o ministro foi advogado do Partido dos Trabalhadores (PT) antes de ser nomeado para a Suprema Corte, em 2009. – José Dirceu está inocentado de tudo o que fez, e agora elegível. Ele pode ser até presidente da República. O Toffoli, que foi indicado ao Supremo Tribunal Federal pelo José Dirceu, que era o patrão dele, foi quem o absolveu e agora absolve Marcelo Odebretch, que foi lá, confessou, delatou. Está tudo gravado – disparou Malta. A informação é do Pleno News Na sequência, ele afirmou que Marcelo devia “ter vergonha na cara”. Magno Malta acrescentou que se disser a Toffoli que a atitude dele é “vergonhosa”, ac

Sindicatos acusam Lula, que era sindicalista, de tolher direito de greve

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos enviou um e-mail aos sindicatos, rejeitando continuar as negociações por reajuste salarial dos professores federais em greve e exigindo a assinatura de um acordo até segunda-feira, 27 de maio. Neste e-mail, o ministério afirmou que a proposta apresentada é final, não havendo espaço para novas contrapropostas. Essa resposta do governo foi dirigida ao Andes (Sindicato Nacional dos Docentes de Instituições de Ensino Superior), que na segunda-feira, 20 de maio, decidiu manter a paralisação. Em seu site, o Andes reagiu, classificando o e-mail como autoritário e uma ameaça à greve dos docentes federais. De acordo com o Andes, o e-mail do Ministério destaca a interrupção unilateral das negociações caso a proposta não seja aceita, o que é considerado uma afronta ao direito de greve dos docentes da Educação Federal. O sindicato afirmou que o governo já havia tentado condicionar a continuidade das negociações ao encerrament

Nove pessoas são denunciadas por caso ocorrido logo após eleição de Lula

O procurador-geral da República, Paulo Gonet, denunciou nove pessoas ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo envolvimento nos bloqueios de rodovias do país após o anúncio da vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de 2022. No documento, Gonet pede ao ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, que os acusados se tornem réus pelos crimes de associação criminosa e tentativa de abolição violenta do Estado Democrático de Direito. Conforme a denúncia, os acusados promoveram pontos de bloqueios entre 30 de outubro e 7 de novembro de 2022 em rodovias de Santa Catarina para praticar atos contra a legitimidade das eleições. Além disso, segundo o procurador, eles participaram de um "movimento ideologicamente" unidos a outras paralisações de rodovias no país para pedir o fechamento do STF e uma intervenção militar por não se conformarem com o resultado das eleições presidenciais. "O bloqueio em si já constituiu ato de violência, e durante a su

Com a incompetência do desgoverno Lula, Bolsonaro fala aquilo que os municípios queriam ouvir

Nesta quinta-feira (23), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que os municípios sentem falta de seu governo devido ao maior repasse de recursos para as prefeituras durante sua gestão. As declarações foram feitas em entrevista à Rádio Pernambuco e ao Blog Alberes Xavier. Segundo Bolsonaro, sua administração conseguiu aumentar significativamente os valores destinados ao Bolsa Família, especialmente no Nordeste, onde há uma maior concentração de beneficiários. "Quando se fala no Nordeste, a maior concentração de pessoas que recebem o Bolsa Família é de lá, e nós triplicamos o que era em média R$ 190 para R$ 600. Esse dinheiro ajuda a movimentar a economia do município. Não tem nenhum prefeito que vai falar que na gestão do presidente Bolsonaro, atrasou o 13º. Isso porque sobrava dinheiro para a gente? Não. Porque não tinha corrupção", afirmou. Bolsonaro também destacou que sua gestão foi marcada pela ausência de corrupção e pelo trabalho contínuo. "Exis

Presidente do STM diz algo ameaçador em direção a Mauro Cid

O presidente do Superior Tribunal Militar (STM), Joseli Camelo, em entrevista ao SBT News, falou sobre o tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Cid está envolvido em diversas investigações no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF). Todos os casos tem como alvo Jair Bolsonaro. Na entrevista, Camelo disse que Cid, em caso de condenação a dois anos de prisão, pode até perder a patente militar. Confira:   Jornal da Cidade

Mulher m#ta filha de 10 meses e congelar c#rpo no freezer

Uma mulher foi presa em flagrante nesta quarta-feira (22) sob suspeita de matar sua filha de 10 meses em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana do Recife. A Polícia Militar foi acionada pela mãe da suspeita na noite de terça (21) após a filha, de 27 anos, se recusar a informar o paradeiro da neta e ameaçava cometer suicídio. Policiais ouviram os envolvidos e indicaram que o Conselho Tutelar fosse procurado, garantindo também ajuda psicológica para a acusada. Mas, na quarta, a avó da criança voltou ao batalhão da polícia e afirmou que a filha havia confessado ter matado a bebê há cerca de 30 dias, escondendo o corpo no freezer. A polícia foi até a residência da mulher e encontrou o corpo da criança no freezer. De acordo com a Polícia Militar, a mulher afirmou que envenenou sua filha e, em seguida, congelou o bebê. A mulher também teria revelado que todas as noites descongelava a bebê arrependida do que fez. A perícia ainda precisa confirmar o uso do veneno. O ca

Após piada com cabo e soldado, Eduardo manda resposta desmoralizante para Moraes

O embate entre o deputado federal Eduardo Bolsonaro e o ministro Alexandre de Moraes ganhou um novo capítulo nesta semana, após Moraes fazer uma referência irônica a uma antiga declaração de Bolsonaro em que este mencionava a possibilidade de fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) com "um soldado e um cabo". Em resposta, Bolsonaro questionou a situação atual de Moraes e suas interações sociais, gerando um debate acalorado nas redes sociais e na mídia em geral. A troca de farpas teve início quando Alexandre de Moraes relembrou o comentário controverso feito por Eduardo Bolsonaro, durante o qual ele sugeriu que seria necessário apenas um soldado e um cabo para fechar o STF. Em uma declaração ácida, Moraes afirmou: "Todos se recordam que bastava um cabo e um soldado para fechar o STF. O cabo, soldado, coronel estão todos presos, e o STF está aberto e funcionando". A resposta de Bolsonaro não demorou a chegar. Em uma série de questionamentos diretos a Mo

Ivete Sangalo além da falta de público agora enfrenta ação judicial

Uma foliã move um processo judicial contra Ivete Sangalo por danos morais e materiais. O caso está sendo julgado no Juizado Especial Cível da Comarca de Niterói, Rio de Janeiro. Segundo a colunista Fábia Oliveira, do Metrópoles, a autora da ação alega ter sido “esmagada” entre as grades de apoio do bloco da cantora durante uma apresentação em fevereiro, no Farol da Barra, em Salvador (BA). A mulher afirma ter sido sufocada, prensada e ter sofrido ataques de pânico. Ela relata que o bloco saiu com mais de 3 horas de atraso, apesar dos custos com ingressos, abadás, hospedagem, passagens e transporte, totalizando R$ 2,9 mil. Além disso, a foliã acusa a equipe do bloco de agressão e registrou um boletim de ocorrência. No processo, ela solicita uma indenização de R$ 50 mil por danos morais, além dos R$ 2,9 mil gastos com ingressos e hospedagem, totalizando R$ 52,9 mil.Esse incidente ocorre em um momento complicado para a carreira de Ivete Sangalo. Recentemente, a cantora foi f

A vitória de Moro no TSE deixou o PT magoadinho.

A vitória esmagadora de Sergio Moro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ecoou como um trovão na arena política, deixando o Partido dos Trabalhadores (PT) atordoado e, segundo relatos, "magoadinho". A comparação cruel, mas inegavelmente dramática, com a derrota da seleção brasileira para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014 ressoou como um lamento irônico no campo político. A metáfora petista, ao tentar pintar a decisão do TSE como uma vergonha ainda maior do que a derrota histórica no futebol, revela uma tentativa desesperada de encontrar paralelos que possam encapsular a intensidade de suas emoções. Comparar a situação política com eventos esportivos não é novidade, mas desta vez, parece ser uma tentativa de dramatizar a derrota e destacar a magnitude do impacto. A analogia entre a vitória de Moro e a derrota da seleção brasileira traz à tona questões mais profundas sobre a percepção política e social no país. A afirmação de que a "burguesia e a mídia li

Moraes será o julgador de um supostos crime contra Moraes

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade aceitar a denúncia contra a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e o hacker Walter Delgatti pela invasão ao sistema eletrônico do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no ano anterior. Com essa decisão, ambos passam à condição de réus e enfrentarão um processo criminal no STF. A denúncia foi apresentada pelo procurador-geral da República, Paulo Gonet, em abril, alegando que Zambelli teria sido a autora intelectual da invasão, buscando os serviços de Delgatti para executar o crime, que incluía a emissão de um mandado falso de prisão contra o ministro do STF, Alexandre de Moraes. Esta versão foi corroborada pelo próprio hacker. Os acusados enfrentarão acusações de falsidade ideológica e invasão a dispositivo informático, crimes graves que podem acarretar severas penalidades caso sejam considerados culpados. Uma peculiaridade desse caso é que o julgamento será conduzido pelo próprio Alexandre de Mora

O recado do sistema por trás da vitória de Moro sobre Lula, diz articulista

O discurso de Moro, e sua aparente vitória deixou um recado importante na política brasileira. Não importa o que aconteça, vão apostar na terceira via, pois o retorno de Bolsonaro seria uma espécie de inferno politico, inclusive para a direita limpinha. Elogiar o judiciário frente a tantas arbitrariedades, também mostra que o Juiz não se importa com nada que não seja sua própria carreira. Se Moro não apoiar Bolsonaro, mesmo que seja através dos filhos, ele deve ser esquecido pela direita. Dessa vez, sem joguinhos. Informações Jornal da Cidade

Vídeo antigo é resgatado e mostra a previsão alarmante de Bolsonaro que vem se cumprindo

O senador Flávio Bolsonaro causou alvoroço nas redes sociais ao publicar um vídeo antigo de seu pai, Jair Bolsonaro, prevendo os possíveis desdobramentos para o Brasil caso Luiz Inácio Lula da Silva fosse eleito presidente da República. A legenda provocativa de Flávio, "O tempo passa, mas esse vídeo nunca envelhece!", gerou um intenso debate político e levou o vídeo a ser amplamente compartilhado nas plataformas digitais. No vídeo, o então presidente Jair Bolsonaro, e pré-candidato a reeleição à presidência, faz uma análise contundente sobre os riscos que, na sua visão, o retorno de Lula ao poder representaria para o país. Ele aborda questões como corrupção, insegurança pública e a economia, alertando para os possíveis retrocessos que ocorreriam caso o líder petista voltasse ao comando do país.  O tempo passa, mas esse vídeo nunca envelhece! @jairbolsonaro pic.twitter.com/VseoP6S8VN — Flavio Bolsonaro (@FlavioBolsonaro) May 20, 2024

Testamento de Olavo é revelado e uma grande surpresa surge

O testamento de Olavo de Carvalho, firmado no estado da Virgínia (EUA), em 2018, vazou recentemente e teve uma grande surpresa. Inicia assim o testamento: “Olavo Luiz Pimentel de Carvalho, residente na Cidade de North Dinwiddie, Condado de Dinwiddie, Estado da Virgínia, estando em pleno uso de minhas faculdades mentais, não agindo sob coação ou influência indevida, e compreendendo plenamente a natureza e a extensão de todos os meus bens e desta disposição dos mesmos, faço público e declaro este documento como meu Último Testamento e revogo qualquer outro testamento e codicilos anteriormente feitos por mim.” Olavo tinha casas nos Estados Unidos e direitos autorais de seus livros e cursos. Para Roxane de Carvalho, última mulher de Olavo de Carvalho e com quem mantinha união estável havia quase 20 anos, foram deixados os direitos sobre duas residências adquiridas nos Estados Unidos, ambas na Virgínia. Além disso, ela recebeu 30% dos direitos autorais das obras do escritor. O

Ex-repórter da TV Globo expõem a militância política na emissora

Em uma reveladora participação no podcast GeralPod, comandado pelo jornalista Rodrigo Mandarini, a ex-repórter da TV Globo, Flávia Januzzi, compartilhou detalhes de sua carreira de 25 anos na emissora, abordando sua demissão há mais de um ano e os motivos que a levaram a buscar novos horizontes. A entrevista trouxe à tona críticas contundentes ao ambiente de trabalho na Globo e reflexões sobre sua jornada pessoal e profissional. Flávia Januzzi, que atualmente se dedica a um projeto pessoal na internet, afirmou estar mais feliz, mesmo sem receber um salário fixo. "Apesar de estar voltada para um projeto pessoal e estar sem receber salário, estou mais feliz", disse a jornalista. Ela destacou que a motivação de se dedicar a algo em que acredita traz satisfação e pode até levar à prosperidade, embora não seja esse seu foco principal. Durante a entrevista, Januzzi revelou que enfrentou retaliações dentro da Globo por questionar determinadas reportagens e práticas e

Toffoli inventa o ‘poder da caneta’ que apaga propina

No último dia 21 de maio, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), proferiu uma decisão controversa que anulou todas as condenações do empreiteiro Marcelo Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato. A decisão, amplamente repercutida e criticada pela mídia e especialistas em direito, gerou um intenso debate sobre a eficácia e a imparcialidade do judiciário brasileiro. Em sua coluna no jornal O Estado de S. Paulo, o jornalista Francisco Leali destacou a complexidade e o paradoxo da decisão de Toffoli. Segundo Leali, enquanto as condenações foram anuladas, a delação premiada de Odebrecht, na qual ele confessou diversos crimes e apontou culpados de várias siglas partidárias, foi mantida. "Temos crime, mas as confissões não valem para impor punição", afirmou o jornalista, ressaltando a incongruência da decisão. A decisão de Toffoli enfraquece os esforços feitos pela Lava Jato para combater a corrupção no país, segundo Leali. Ele comentou que a anul