Jornal Brasil Online Jornal Brasil Online Jornal Brasil Online Pular para o conteúdo principal

Postagens

;

O vídeo da ex-mulher de Lira que Moraes proibiu e repentinamente liberou

A tentativa de censura não caiu bem para o deputado Arthur Lira, nem para o ministro Alexandre de Moraes. Para Lira, a história da ex-mulher agora ganhou uma relevância bem maior, viralizando em todas as redes sociais.  Para Moraes, uma evidente demonstração de fraqueza. Não suportou ao esperneio da esquerda e da velha mídia. O que virá daqui pra frente é uma grande incógnita. Veja o vídeo: O vídeo proibido, agora foi liberado. Primeiro Moraes proibiu, agora liberou. “Segurança” jurídica na veia, é o que vivemos… pic.twitter.com/1qs6YgHLsG — denise (@denise47613384) June 20, 2024 Jornal da Cidade 

PF aponta que aliados de Janones mentiram em depoimentos sobre rachadinha

As revelações da Polícia Federal sobre o esquema de rachadinha no gabinete do deputado André Janones expõem mais um caso de corrupção e desvio de recursos públicos. A prática de rachadinha, em que funcionários devolvem parte de seus salários ao parlamentar, é um exemplo claro de como alguns políticos abusam de suas posições para benefício pessoal, comprometendo a ética e a confiança dos cidadãos. ### Padrões de Corrupção O caso de Janones é mais um episódio que destaca a vulnerabilidade do sistema político brasileiro à corrupção. A prática de rachadinha é um esquema de desvio de dinheiro que se baseia na extorsão de assessores, comprometendo a moralidade e a integridade do mandato parlamentar. A justificativa usada por Janones e seus aliados para negar a prática e as explicações confusas sobre saques em espécie e a falta de contratos formais são indicativos de uma tentativa desesperada de encobrir atividades ilícitas. ### Contradições e Inconsistências As contradições e inco

Filmes nacionais são fracasso de bilheteria e cinemas se desesperam

A situação do cinema brasileiro não é apenas reflexo de políticas públicas ineficazes e falta de incentivos; a qualidade das produções também precisa ser revista e aprimorada para que o público volte a se interessar por filmes nacionais. Aqui estão algumas críticas comuns e áreas que poderiam ser melhoradas nos filmes brasileiros: 1. **Roteiros Fracos e Repetitivos**: - Muitos filmes brasileiros sofrem com roteiros previsíveis e pouco originais. Histórias que se repetem, falta de criatividade e tramas que não conseguem prender a atenção do espectador são problemas recorrentes. - Exemplos de temáticas cansadas incluem comédias românticas previsíveis e dramas sociais que, embora importantes, muitas vezes são apresentados de maneira rasa e estereotipada. 2. **Falta de Variedade de Gêneros**: - O cinema nacional tem uma inclinação desproporcional para comédias e dramas. Há uma carência de filmes de ação, ficção científica, fantasia e terror, gêneros que atraem grandes púb

Chrystian, da dupla com Ralf, morre aos 67 anos

O cantor Chrystian (à esquerda na foto), da dupla “Chrystian e Ralf”, morreu nesta quarta-feira, 19, aos 67 anos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em São Paulo. A morte foi confirmada pela família, mas a causa não foi divulgada. “Com imenso pesar, a família e a equipe de Chrystian, comunicam o falecimento do nosso querido esposo, pai e artista, ocorrido no Hospital Samaritano, em São Paulo. Chrystian dedicou 60 anos de sua vida à música sertaneja, construindo uma carreira brilhante e marcada por inúmeros sucessos. Sua voz inconfundível e sua paixão pela música trouxeram alegria e emoção aos fãs em todo o Brasil. Ao longo de sua trajetória, Chrystian esteve sempre na estrada, compartilhando seu talento e carisma em incontáveis shows, onde conquistou e encantou gerações de admiradores. Neste momento de profunda dor, encontramos consolo nas memórias dos momentos felizes e nas canções que ele nos deixou. Agradecemos de coração todo o apoio, carinho e respeito que re

Arthur Lira liga para Luciano Huck para dar explicações

A recente controvérsia em torno do projeto de lei que equipara o aborto após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio suscitou uma forte reação do público e da mídia, destacadamente do apresentador Luciano Huck. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), respondeu às críticas fazendo contato direto com Huck para esclarecer as intenções e as motivações por trás da pauta de urgência do projeto. Lira enfatizou que o projeto não será votado em sua forma atual sem um debate aprofundado. A crítica de Huck, feita em rede nacional, apontou o projeto como cruel e diretamente responsabilizou Lira, o que pressionou o presidente da Câmara a se pronunciar. Durante a conversa com Huck, Lira se comprometeu a garantir que o projeto de lei passará por um processo de avaliação cuidadoso e participativo, envolvendo uma comissão representativa que será formada no segundo semestre. Arthur Lira reiterou publicamente que os direitos das mulheres não serão reduzidos e que qualqu

BC ignora Lula, impõe nova derrota ao desgoverno

Mais uma derrota para as sinistras pretensões de Lula e do PT. O Banco Central decidiu nesta quarta-feira (19) manter a Selic em 10,50% ao ano. A decisão foi unânime dos diretores da autoridade monetária. O Copom (Comitê de Política Monetária) tomou uma decisão técnica e resistiu ao bombardeio feito de maneira irresponsável por Lula da Silva (PT) e seus aliados. Lula aumentou a pressão sobre os 4 diretores que indicou, mas não obteve êxito. Todos diretores do BC, inclusive os 4 indicados pelo atual governo, seguiram Roberto Campos Neto A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. Influencia diretamente as alíquotas que serão cobradas de empréstimos, financiamentos e investimentos. No mercado financeiro, impacta o rendimento de aplicações.

Jovem que nasceu em decorrência de estupro conta sua história

“Querida Tas, você tem agora 10 dias de idade, mas quando você ler isso, pode estar muito mais velha. Eu te amo muito”. Foram essas as palavras que a jovem Tasnim Lowe leu no diário de sua mãe, Lucy, depois de descobrir a verdadeira história por trás de seu próprio nascimento: a de que sua genitora engravidou em decorrência de um estupro e que acabou morta aos 16 anos pelo seu abusador. A revelação veio em um domingo de Dia das Mães, em 11 de março de 2018. Até então, Tasnim já tinha consciência de que seu pai havia tirado a vida de sua mãe, sua tia, Sarah, e sua avó, Linda Lowe, em um incêndio na casa da família em Shropshire, Inglaterra, em agosto de 2000. Entretanto, um artigo no jornal Sunday Mirror publicado naquele Dia das Mães revelou outra informação aterradora: a de que o pai de Tasnim havia aliciado Lucy a fim de violentá-la sexualmente. Lucy tinha 14 anos quando engravidou do seu abusador, o motorista de táxi Azhar Ali Mehmood, que era dez anos mais velho que ela.

Mauro Cid diz algo que pode atingir Bolsonaro, mas a verdade logo vem à tona

A recente declaração do tenente-coronel Mauro Cid à Polícia Federal, afirmando que teria entregue uma parte do dinheiro da venda das joias diretamente a Jair Bolsonaro durante uma viagem oficial a Nova York, adiciona mais um capítulo ao complexo cenário político e jurídico envolvendo o ex-presidente. Segundo Cid, a entrega teria ocorrido em setembro de 2022, durante a visita de Bolsonaro à Assembleia-Geral da ONU. No entanto, Fábio Wajngarten, advogado e assessor de imprensa de Bolsonaro, rebateu as acusações, destacando que o ex-presidente nega veementemente qualquer envolvimento na venda das joias ou no recebimento de dinheiro proveniente dessa suposta transação. Wajngarten sugere que Cid teria sido pressionado pela Polícia Federal a fechar um acordo de delação premiada devido à sua situação de detenção, onde ele não podia sequer receber visitas familiares. Essa situação reflete um padrão de investigações que muitos críticos consideram politicamente motivadas, principalmente

Mulheres concebidas fruto de estupro dão resposta a monstruosidade praticada por Lula

A crítica direcionada a Lula da Silva, considerando-o inadequado para o papel de presidente e estadista, ecoa uma insatisfação amplamente presente em setores conservadores e de direita da sociedade brasileira. Sua trajetória como líder sindicalista e a linguagem utilizada em discursos são frequentemente apontadas como elementos que o afastam de uma postura mais diplomática e refinada esperada de um chefe de Estado. Lula, em seu retorno ao poder, parece repetir comportamentos e políticas que, na visão de muitos críticos, demonstram uma falta de evolução ou aprendizado em relação aos seus mandatos anteriores. Suas declarações públicas, muitas vezes polêmicas e inflamadas, continuam a gerar desconforto e críticas não só entre os adversários políticos, mas até mesmo dentro de setores que um dia o apoiaram. A falta de habilidade de Lula em adaptar-se às novas demandas de um Brasil que se transformou ao longo dos anos é percebida como uma das razões pelas quais ele enfrenta crescent

Deu ruim: Caetano Veloso recebe uma péssima notícia

O juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, negou o pedido de indenização de R$ 1,3 milhão do cantor e compositor Caetano Veloso contra a marca Osklen e o estilista Oskar Metsavaht. O pedido se referia ao uso dos termos "Tropicália" e "tropicalismo" em uma coleção lançada no ano passado. Ao julgar o caso, o magistrado afirmou que a utilização dos termos não requer aprovação ou autorização de Caetano, pois a Tropicália é um movimento cultural que abrange diversos artistas e formas de expressão além da música. Ele ressaltou que o nome do movimento não foi criado por Caetano. “O autor entende que é ‘um dos idealizadores e executores do projeto Tropicália’ como dito em sua autobiografia. Só por essa afirmação já se verifica que não possui o mesmo absolutamente nenhuma exclusividade sobre a Tropicália, que, como consta dos autos e é fato incontroverso, até por conta do seu contexto histórico, é um movimento cultural brasilei

Moraes volta atrás após repercussão sobre censura a imprensa

A recente decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de reverter sua própria ordem de censura contra reportagens e vídeos que trazem denúncias da ex-mulher de Arthur Lira, é um exemplo claro de como a justiça deve ser ágil e responsiva diante de erros. Inicialmente, Moraes havia bloqueado o acesso a esses conteúdos com base em alegações da defesa de Lira, que afirmava que as publicações estavam sendo divulgadas de forma coordenada e orgânica. No entanto, ao reavaliar a situação, Moraes concluiu que não havia evidências suficientes para sustentar essa alegação. Sua nova decisão destacou que algumas das URLs bloqueadas não pertenciam a um movimento coordenado como havia sido alegado. A partir disso, ele ordenou que os vídeos e textos jornalísticos dos portais Terra e Brasil de Fato, assim como do canal da Folha de S.Paulo no YouTube, fossem novamente disponibilizados. A reavaliação e a subsequente decisão de Moraes sublinham a importância de ma

Crise no ‘Fantástico’ agita bastidores da Globo e demissões estão a caminho

Não é segredo para ninguém que o "Fantástico", um dos programas mais icônicos da televisão brasileira, enfrenta atualmente uma de suas fases mais desafiadoras. Com a audiência em declínio constante nos últimos anos, a TV Globo se vê diante da necessidade urgente de reestruturar e revitalizar sua atração dominical para reconquistar o público perdido. Desde seu lançamento, em 1973, o "Fantástico" marcou época ao combinar jornalismo investigativo, entretenimento e cultura de uma forma inovadora. Entretanto, as dinâmicas do mercado televisivo mudaram drasticamente nas últimas décadas, com a ascensão das plataformas digitais e a fragmentação do público. Nos últimos anos, o programa tem enfrentado uma queda contínua em seus índices de audiência. A crítica especializada aponta diversos fatores para explicar essa queda, sendo a falta de renovação e a rigidez na estrutura do programa os mais frequentemente citados. Enquanto isso, outras emissoras investem em novo

Lula ataca Bolsonaro e diz que quer enfrentá-lo em 2026: 'Meus 80 anos vão virar 40'

No mesmo dia em que criticou o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, Lula deixou claro seu desejo de enfrentar Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2026. Em uma entrevista a uma rádio, que também foi compartilhada no X, Lula declarou: “Eu estarei com 80 anos em 2026, no auge da minha vida. Mas não quero discutir reeleição agora. Estou com 1 ano e 6 meses de mandato. Quero cumprir o que prometi ao povo brasileiro. Tem muita gente boa que pode ser candidato. Mas, se for necessário ser candidato para impedir que os trogloditas voltem a governar, pode ter certeza que meus 80 anos vão virar 40 para enfrentá-los. Não vou permitir que esse país volte a ser governado por um fascista e negacionista.” Apesar dessas declarações, é evidente que Lula considera a reeleição desde o início de seu terceiro mandato. Além disso, o PT enfrenta a falta de um nome forte para a presidência. Fernando Haddad, frequentemente citado como sucessor de Lula, enfrenta alta rejeição do el

E agora? Moraes censura imprensa em prol do passado de Arthur Lira

Nesta quarta-feira (19), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, atendeu a um pedido da defesa do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), para censurar veículos de imprensa. O magistrado determinou a remoção de conteúdos relacionados a Jullyene Lins, ex-mulher de Lira, que teria alegado ter sofrido agressões físicas por parte dele. A decisão de Moraes abrangeu dois vídeos: uma entrevista realizada pela Folha de S.Paulo em 2021 e outro pelo site Mídia Ninja, além de reportagens do portal Terra e do site Brasil de Fato. Esses materiais relatavam o depoimento de Jullyene sobre as supostas agressões que ocorreram em 2006. Jullyene afirmou em entrevista à Folha que Lira a agrediu fisicamente e a ameaçou para que ela mudasse seu depoimento sobre as agressões. Moraes ordenou que os responsáveis pelo conteúdo tivessem até duas horas para removê-lo, estabelecendo uma multa diária de R$ 100 mil para qualquer postagem com conteúdo semelhante ao

Deu ruim: Neto condena a indenizar Sikêra após comentário absurdo

A disputa judicial entre o apresentador Neto, da Band, e Sikêra Jr., da TV A Crítica, teve um novo desdobramento nesta terça-feira (18). A 6ª Vara Cível do Amazonas decidiu a favor de Sikêra Jr., impondo a Neto uma indenização por danos morais. Em 2022, durante uma transmissão ao vivo de seu programa na Band, Neto criticou Sikêra Jr., chamando-o de “homofóbico” e sugerindo que ele recebia dinheiro de forma indevida do governo de Jair Bolsonaro. As críticas de Neto foram uma resposta aos comentários de Sikêra Jr. sobre o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, que geraram controvérsia. Além das críticas, Neto fez ameaças diretas a Sikêra Jr., dizendo: “Ganha dinheiro do governo. Você é homofóbico, que só pediu desculpas pelo motivo dos patrocinadores terem saído. O dia que eu te encontrar você vai ver só, eu e você num lugar fechado, você fala isso pra mim… Você é homem ou não é homem?” A defesa de Sikêra Jr. argumentou que as declarações de Neto prejudicaram a imagem e a honr