Sindicato dos Artistas afirma que vai processar a Globo Sindicato dos Artistas afirma que vai processar a Globo Sindicato dos Artistas afirma que vai processar a Globo Pular para o conteúdo principal

Sindicato dos Artistas afirma que vai processar a Globo

No centro de uma controvérsia que abala o mundo do entretenimento brasileiro, o Sated-RJ, Sindicato dos Artistas e Técnicos do Rio de Janeiro, anunciou que entrará com um processo judicial contra a Rede Globo. A ação, motivada por alegações de remuneração inadequada, visa proteger os direitos autorais dos artistas envolvidos em reprises de novelas transmitidas pelo canal.
A polêmica começou quando diversos atores, incluindo figuras conhecidas como Mateus Solano, Sérgio Marone, Kadu Moliterno, Maria Zilda, e Lucélia Santos, expressaram publicamente suas frustrações com os valores recebidos pela exibição de suas performances. O descontentamento foi ampliado pelas declarações nas redes sociais de Mateus Solano, conhecido por seu papel em "Viver a Vida", que questionou os lucros do Canal Viva em comparação com as compensações mínimas recebidas pelos intérpretes.
"Há uma discrepância gritante entre o que a Globo lucra com as reprises e o que nós, atores, recebemos", criticou Solano. "Direitos autorais não são favores; são direitos fundamentais para os artistas." Em resposta às críticas, Hugo Gross, presidente do Sated-RJ, enfatizou que os direitos autorais são essenciais e irrenunciáveis para os artistas, e prometeu defender esses direitos "com unhas e dentes" nos tribunais. Ele também destacou a importância de garantir que os contratos celebrados entre os artistas e a emissora sejam justos e respeitem as leis de direitos autorais.
A indignação ganhou ainda mais força com relatos específicos de ganhos insignificantes por atuações transmitidas internacionalmente. Kadu Moliterno revelou ter recebido apenas R$ 300 pela venda de uma telenovela para dez países, enquanto Maria Zilda obteve meros R$ 237,40 pela retransmissão de "Selva de Pedra". Lucélia Santos, por sua vez, expôs a situação ainda mais grave ao afirmar nunca ter recebido compensação financeira pelos direitos autorais das icônicas novelas que estrelou.
Em contrapartida, a Rede Globo divulgou um comunicado à imprensa reafirmando seu compromisso em respeitar os direitos autorais e os contratos estabelecidos com seus artistas. A emissora enfatizou que realiza todos os pagamentos devidos aos autores, diretores e atores de acordo com os termos estipulados. "Reconhecemos a importância da preservação dos direitos de propriedade intelectual, dos quais somos grandes defensores", afirmou a Globo por meio da Revista Oeste. Entretanto, as críticas persistem entre os membros do Sated-RJ e ex-artistas da emissora, que veem a questão não apenas como uma questão de compensação financeira justa, mas também como uma questão de respeito e valorização do trabalho artístico no Brasil. Sérgio Marone, outro ex-ator da Globo, endossou as críticas de seus colegas e ressaltou a disparidade entre os lucros gerados pelas reprises e a remuneração dos artistas envolvidos. Para especialistas em direitos autorais, o caso lança luz sobre a necessidade de revisão das políticas de remuneração no setor de entretenimento, especialmente em um contexto onde o lucro com a exibição de conteúdos passados é crescente. A discussão também levanta questões sobre a transparência nos contratos entre emissoras e artistas, assim como sobre a necessidade de atualização das legislações que regem os direitos autorais no Brasil. Enquanto o processo movido pelo Sated-RJ segue para os tribunais, a expectativa é que o caso possa estabelecer precedentes significativos no campo dos direitos autorais no país. A decisão final poderá não apenas impactar futuros contratos entre emissoras e artistas, mas também influenciar a maneira como o valor do trabalho artístico é percebido e compensado na indústria do entretenimento brasileiro. Para muitos observadores, o embate entre o Sindicato dos Artistas e a Rede Globo representa não apenas uma disputa por compensações financeiras justas, mas também uma luta pela valorização e respeito ao trabalho dos artistas que contribuem significativamente para a cultura e a identidade nacional através de suas performances na televisão. Enquanto isso, o debate continua a capturar a atenção do público e dos profissionais da indústria, destacando a importância de equilibrar os interesses comerciais das emissoras com o respeito aos direitos autorais e ao trabalho artístico no Brasil.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado