Rússia ataca hospital infantil na Ucrânia deixa mortos e Lula ignora Rússia ataca hospital infantil na Ucrânia deixa mortos e Lula ignora Rússia ataca hospital infantil na Ucrânia deixa mortos e Lula ignora Pular para o conteúdo principal

Rússia ataca hospital infantil na Ucrânia deixa mortos e Lula ignora

A Rússia lançou uma série de mísseis contra Kiev e outras cidades ucranianas, num raro ataque diurno nesta segunda-feira (8), resultando na morte de pelo menos 31 pessoas em todo o país, de acordo com autoridades locais. Entre os alvos atingidos, um importante hospital infantil foi danificado, provocando ainda mais indignação e pânico entre a população. Este ataque é uma clara violação dos direitos humanos e um exemplo flagrante da brutalidade da guerra imposta pela Rússia à Ucrânia.
O presidente Volodymyr Zelensky relatou que mais de 40 mísseis foram disparados pelas forças russas, visando diversas cidades e danificando tanto infraestruturas quanto edifícios comerciais e residenciais. Em Kiev, a capital, sete pessoas foram mortas e pelo menos 25 ficaram feridas, enquanto em Kryviy Rih, cidade natal de Zelensky, o número de mortos chegou a dez, com 31 feridos, segundo o prefeito Oleksandr Vilkul. O leste da Ucrânia também sofreu com os ataques, com três pessoas mortas em Pokrovsk após mísseis atingirem uma instalação industrial.
Zelensky, através do aplicativo de mensagens Telegram, clamou por uma resposta firme da comunidade internacional para pôr fim aos ataques russos, enfatizando a necessidade de salvar o maior número possível de vidas. No entanto, a Rússia continua a negar que tenha como alvo civis, uma alegação que se torna cada vez mais difícil de sustentar diante de evidências tão devastadoras. Enquanto isso, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, encontrava-se em Pequim, em uma reunião com o presidente chinês, Xi Jinping, para discutir um potencial acordo de paz com a Ucrânia.
Essa visita inesperada ocorre em meio a um dos ataques mais severos desde o início da invasão russa em fevereiro de 2022, demonstrando a complexidade e a tensão das negociações internacionais em torno deste conflito. Em um cenário tão crítico, a postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) do Brasil se mostrou insuficiente e desapontadora. Durante a reunião de cúpula do Mercosul, em Assunção, Paraguai, Lula discursou contra a guerra, pedindo uma solução negociada que envolva ambas as partes. No entanto, ele falhou em condenar explicitamente o ataque covarde ao hospital infantil, uma omissão que levanta sérias dúvidas sobre sua real preocupação com os direitos humanos e a justiça.
A falta de uma condenação firme e específica aos ataques russos por parte de Lula pode ser vista como uma tentativa de manter uma postura diplomática equilibrada, mas, na prática, tal omissão só enfraquece a posição brasileira no cenário internacional. Em tempos de guerra e sofrimento, líderes mundiais têm a responsabilidade de se posicionar claramente contra atrocidades, e a ausência de uma condenação explícita por parte de Lula é um triste reflexo de uma política externa que parece mais preocupada com a neutralidade do que com a justiça e a proteção dos inocentes. Precisamos de um mundo de paz. Essa é a razão do nosso engajamento em prol de uma solução para o conflito entre Rússia e Ucrânia que efetivamente envolva as duas partes – disse Lula. Sem citar o ataque covarde a hum hospital infantiu.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado