Revista de Portugal detona o evento ‘Gilmarpalooza’ Revista de Portugal detona o evento ‘Gilmarpalooza’ Revista de Portugal detona o evento ‘Gilmarpalooza’ Pular para o conteúdo principal
;

Revista de Portugal detona o evento ‘Gilmarpalooza’

O Fórum de Lisboa, também conhecido como “Gilmarpalooza”, tem sido alvo de críticas nos últimos dias, inclusive por alguns ministros do Supremo Tribunal Federal. O colunista João Paulo Batalha, consultor de políticas anticorrupção e licenciado em História, publicou um artigo intitulado “O Festival do Arranjinho” no portal da revista Sábado, sediada na capital portuguesa.
Segundo informações de O Antagonista, Batalha descreve o evento como uma “orgia de promiscuidade” e aponta para a transumância de lobbies brasileiros para Lisboa durante a 12ª edição do Gilmarpalooza, realizada na semana passada. “Todos os anos, Lisboa acolhe um encontro de que nunca ouviu falar, mas que é uma autêntica parada de poderes promíscuos. Que diria de um juiz que andasse em almoços, jantares e eventos de charme com empresários que têm processos pendentes junto desse mesmo juiz? Diria provavelmente que é corrupto ou que, no mínimo, estava a violar o seu mais elementar dever de reserva e recato, expondo-se a um conflito de interesses que põe em causa o seu julgamento. E se esse encontro de confraternização e palmadinhas nas costas acontecesse às claras, com datas marcadas e site na Internet, disfarçado apenas pelo véu (aliás, muito transparente) de um evento académico? (…) Bem-vindo ao ‘Fórum de Lisboa’.”
Nesse encontro, 12 empresas com processos perante o Supremo brasileiro estiveram representadas, incluindo um empresário beneficiado por uma decisão favorável do juiz Gilmar Mendes no âmbito da Lava Jato. Além disso, seis dos 11 juízes do Supremo brasileiro participaram, assim como o diretor da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, cuja viagem foi paga pela Fundação Getúlio Vargas, recentemente investigada pela própria Polícia Federal.
O Fórum de Lisboa, segundo Batalha, é um palácio de verão para a elite brasileira, onde juízes, advogados, governantes e empresários se misturam. O evento, que ocorre a milhares de quilômetros do escrutínio público, envolve festas privadas, jantares e cocktails, enquanto os participantes discutem os avanços e recuos da globalização. O colunista critica a presença de personalidades portuguesas, alertando que muitas delas participam “ao engano”, sem perceber que estão envolvidas em um lobby descarado. Ele também questiona a Faculdade de Direito de Lisboa, parceira local do evento, por acolher essa “obscenidade”.
Gilmar, por sua vez, alega que o Fórum de Lisboa é o “Brasil que dá certo”, mas Batalha ironiza essa afirmação, destacando que o evento funciona bem apenas para “todos amigos”. “Com agenda pública (e outra, privada, inconfessável), a festa do arranjinho brasileiro em Lisboa é a institucionalização da promiscuidade e o triunfo do poder total, em que dinheiro, política e lei se misturam na mesma agenda.” Com informações de O Antagonista

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado