Novo projeto promete destruir tramoia de Lula para "taxar a carne" Novo projeto promete destruir tramoia de Lula para "taxar a carne" Novo projeto promete destruir tramoia de Lula para "taxar a carne" Pular para o conteúdo principal

Novo projeto promete destruir tramoia de Lula para "taxar a carne"

O senador Cleitinho (Republicanos-MG) anunciou um projeto de lei que busca a isenção de impostos sobre carne bovina, uma medida que, segundo ele, visa cumprir a promessa de campanha do presidente Lula de garantir que os brasileiros voltem a ter acesso a alimentos de qualidade, especialmente a picanha. A proposta de Cleitinho tem como objetivo promover a igualdade, permitindo que todos os cidadãos, e não apenas os mais privilegiados, possam consumir carnes nobres sem o peso dos impostos.
Cleitinho justificou a proposta ao afirmar que se o presidente, senadores e ministros podem desfrutar de carnes nobres como picanha e filé mignon, os brasileiros que pagam seus salários também deveriam ter esse direito. Ele destacou que a isenção de impostos sobre todas as carnes, e não apenas cortes de frango ou carne de segunda, seria um passo importante para democratizar o acesso a esses alimentos e melhorar a qualidade de vida da população.
A proposta, contudo, levanta questões sobre a viabilidade econômica e fiscal. A isenção de impostos sobre carne poderia resultar em perda de receita para o governo, o que, por sua vez, poderia impactar negativamente a capacidade do Estado de financiar serviços públicos essenciais. Além disso, há dúvidas sobre se a redução de impostos se traduziria em uma queda proporcional dos preços ao consumidor final, ou se os benefícios seriam absorvidos pelos intermediários no mercado.
No mesmo discurso, Cleitinho criticou a decisão judicial que obrigou um casal de Santa Catarina a vacinar suas filhas contra a covid-19, sob pena de multa diária. Ele defendeu a liberdade de escolha e questionou a coerência das políticas governamentais, argumentando que enquanto o aborto é permitido sob a bandeira de "meu corpo, minhas regras", a vacinação infantil está sendo imposta. A posição do senador reflete uma tensão existente entre políticas de saúde pública e liberdades individuais. A vacinação obrigatória visa proteger a saúde pública e evitar a disseminação de doenças, mas Cleitinho argumenta que essa obrigação contrasta com outras áreas onde a escolha pessoal é respeitada.
Essa dicotomia levanta importantes debates sobre os limites da intervenção do Estado na vida dos cidadãos e os direitos dos pais de tomar decisões para seus filhos. Cleitinho também questionou a aplicação de uma multa de R$ 10 mil no caso de descumprimento da ordem judicial, sugerindo que tal medida é coercitiva e desproporcional. Ele defendeu que, embora seja importante promover a vacinação, isso deve ser feito de maneira que respeite os direitos individuais e não por meio de punições severas. As propostas e críticas de Cleitinho destacam a complexidade de equilibrar políticas públicas eficazes com a preservação das liberdades individuais. A isenção de impostos sobre carne pode encontrar resistência por razões fiscais, enquanto a obrigatoriedade da vacinação enfrenta debates sobre liberdade pessoal versus bem-estar público.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado