Zanin se posiciona sobre linguagem neutra e surpreende Zanin se posiciona sobre linguagem neutra e surpreende Zanin se posiciona sobre linguagem neutra e surpreende Pular para o conteúdo principal
;

Zanin se posiciona sobre linguagem neutra e surpreende

Corte julga leis municipais que proíbem uso de linguagem neutra em escolas; ministro vota pela suspensão por ser matéria da União. O ministro Cristiano Zanin, do Supremo Tribunal Federal (STF), declarou que a linguagem neutra não está de acordo com as normas da língua portuguesa.
Ele apresentou essa posição durante o julgamento de leis municipais que proíbem o uso de linguagem neutra em escolas. Zanin votou pela suspensão dessas legislações, argumentando que a competência para definir diretrizes sobre educação cabe à União, mas também incluiu sua opinião sobre a utilização de pronomes neutros. O julgamento ocorre no plenário virtual, onde até o momento, seis ministros seguiram o relator dos casos, ministro Alexandre de Moraes, que deu uma decisão monocrática em 20 de maio. Os ministros Flávio Dino, Dias Toffoli, Luiz Edson Fachin, Cristiano Zanin, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes acompanharam Moraes. O plenário virtual foi aberto em 31 de maio, e os demais ministros têm até as 23h59 para se manifestarem. Zanin foi o único a incluir um voto detalhado na sessão, enquanto os outros ministros apenas acompanharam o relator. Zanin argumentou: “Não é possível admitir, em princípio, que os municípios editem leis que interfiram nas diretrizes e bases da educação, no ensino, tampouco nos currículos, materiais didáticos e nos modos de exercício da atividade docente, cuja matéria exige um tratamento uniforme em todo o país.” Ele também ressaltou que a língua portuguesa é o idioma oficial do Brasil e, portanto, não seria adequado adotar, em material didático e documentos oficiais de instituições de ensino, “o uso de linguagem que destoe das normas da língua portuguesa, como é o caso da linguagem neutra.” “O certo é que a língua é viva e dinâmica, sofrendo mutações ao longo do tempo e conforme os costumes. Contudo, é preciso respeitar o corpo normativo vigente, ao menos em documentos educacionais e oficiais de instituições de ensino,” afirmou Zanin. Ele defende o uso do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990 e do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP), que contém o registro oficial das palavras da língua portuguesa. “E esse corpo normativo não prevê a modalidade dita ‘neutra’ de linguagem.” Em fevereiro de 2023, a corte declarou inconstitucional, por unanimidade, uma lei do estado de Rondônia que proibia o uso de linguagem neutra em instituições de ensino e editais de concursos públicos. Da mesma forma, o STF entendeu que essa legislação violava a competência legislativa da União para editar normas gerais sobre diretrizes e bases da educação. Os ministros não analisaram, no entanto, se a linguagem neutra fere ou não a Constituição, apenas se o estado tinha competência para legislar sobre o tema.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado