Pablo Marçal, pré-candidato, é investigado pela Polícia Federal; Entenda motivo Pablo Marçal, pré-candidato, é investigado pela Polícia Federal; Entenda motivo Pablo Marçal, pré-candidato, é investigado pela Polícia Federal; Entenda motivo Pular para o conteúdo principal

Pablo Marçal, pré-candidato, é investigado pela Polícia Federal; Entenda motivo

Um dos pré-candidatos que está se destacando nas pesquisas eleitorais para a prefeitura de São Paulo este ano é Pablo Marçal (PRTB), um coach goiano. Desde que anunciou sua intenção de concorrer ao cargo de chefe do Executivo da maior cidade da América Latina, suas intenções de voto dobraram, segundo levantamentos do instituto Paraná Pesquisas. No entanto, esta não é a primeira incursão de Marçal na política. As informações são da Veja.
Em 2022, ele tentou alçar voos mais altos ao lançar sua candidatura à Presidência da República pelo PROS, mas teve suas pretensões barradas pelo partido, que decidiu apoiar Luiz Inácio Lula da Silva, adversário declarado de Marçal. Posteriormente, Marçal tentou se eleger deputado federal e recebeu mais de 243 mil votos em São Paulo, mas teve seu registro cassado pela Justiça Eleitoral devido a irregularidades.
Sua primeira incursão eleitoral terminou de maneira frustrante e trouxe grandes complicações: Marçal se viu alvo de uma investigação da Polícia Federal devido a vultosas doações feitas em suas campanhas. Marçal e seu sócio, Marcos Paulo de Oliveira, doaram conjuntamente mais de 1,7 milhão de reais para suas próprias candidaturas. Esse dinheiro foi destinado a bens e serviços de empresas pertencentes ao próprio coach, levantando suspeitas de irregularidades.
Em entrevista à VEJA, o pré-candidato explicou que utilizou seus próprios serviços empresariais, afirmando que não via necessidade de contratar terceiros. “Doei e utilizei meu próprio dinheiro. Utilizei aeronaves minhas, aluguei meus carros blindados, e locamos prédios que são de minha propriedade. Por que contratar de outros?”, justificou. A suspeita da PF é de que essas transações possam ter sido uma tentativa de mascarar um esquema de lavagem de dinheiro. Por isso, foi iniciada uma investigação sigilosa contra Marçal para apurar os crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita eleitoral e lavagem de capitais.
Em julho do ano passado, Marçal foi alvo de uma operação da PF que buscou documentos e evidências em seus endereços, incluindo suas empresas em Barueri, na Grande São Paulo, algumas compartilhando o mesmo local. Durante as buscas, os agentes encontraram salas com mesas de bilhar e sinuca em um dos endereços das empresas, que Marçal explicou serem usadas como espaços de recreação para funcionários. O caso está em fase de inquérito. Após a conclusão das investigações pela PF, um relatório final será elaborado, podendo ou não resultar no indiciamento de Marçal pelos crimes investigados. O inquérito então será encaminhado ao Ministério Público Eleitoral, que decidirá se apresenta ou não acusações à Justiça.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado