Marcos do Val e Gilvan da Federal quase saem nas tapas durante seção Marcos do Val e Gilvan da Federal quase saem nas tapas durante seção Marcos do Val e Gilvan da Federal quase saem nas tapas durante seção Pular para o conteúdo principal

Marcos do Val e Gilvan da Federal quase saem nas tapas durante seção

Na manhã desta quinta-feira (20), o Aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória, testemunhou um episódio de intensa hostilidade entre dois proeminentes políticos capixabas, o senador Marcos do Val, do Podemos, e o deputado federal Gilvan da Federal, do PL. Segundo relatos de testemunhas oculares, a troca de agressões físicas começou com Marcos do Val desferindo tapas no peito de Gilvan, que retaliou com um empurrão vigoroso. O incidente tumultuado ocorreu em meio a um cenário já tenso de desentendimentos recentes entre os parlamentares. Na quarta-feira (19), durante uma sessão acalorada da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal, as discussões entre ambos se intensificaram, ultrapassando os limites da cortesia parlamentar e transbordando para as redes sociais. Marcos do Val, conhecido por sua atuação firme na segurança pública e ex-instrutor da SWAT, confrontou Gilvan durante a sessão, desafiando-o a repetir os insultos que teria proferido virtualmente e em mensagens privadas. Em resposta, Gilvan não poupou críticas, apelidando o senador de "Swat da Shopee" de forma irônica, insinuando que suas credenciais poderiam ser exageradas. O clima de animosidade entre os políticos parece ter atingido o ápice no aeroporto, onde Marcos do Val teria abordado Gilvan diretamente, provocando um embate físico que capturou a atenção dos presentes e da mídia local. Segundo declarações de Gilvan, o senador teria buscado deliberadamente o confronto, numa tentativa de atrair atenção midiática, alegando que Marcos do Val estaria "apagado no Espírito Santo" e sem credibilidade na política local. "Ele me viu, saiu de onde estava e veio andando para trás de novo para arrumar confusão. Ele está procurando confusão, porque está apagado no Espírito Santo, não tem credibilidade nenhuma e está procurando holofote", disse Gilvan, visivelmente indignado com a situação. Os embates entre Marcos do Val e Gilvan não são novidade. A divergência entre eles já vinha se intensificando há semanas, culminando em trocas públicas de acusações e críticas mútuas nas plataformas digitais. O senador, por sua vez, tem mantido uma postura de confronto direto, não apenas no âmbito político, mas agora também fisicamente, como evidenciado no episódio de hoje. Enquanto Marcos do Val é reconhecido por sua trajetória como ex-policial e instrutor da SWAT, Gilvan da Federal, por sua vez, tem consolidado sua posição como uma figura controversa, conhecido por suas declarações incisivas e postura combativa no Congresso Nacional. O embate entre os dois não se limita apenas à esfera política; envolve questões de reputação e influência dentro do cenário político capixaba. Os comentários inflamados nas redes sociais refletem a polarização e a intensidade deste conflito político, com apoiadores de ambos os lados defendendo veementemente seus representantes. Enquanto alguns veem a ação de Marcos do Val como uma demonstração de coragem e firmeza, outros criticam sua abordagem agressiva e sugerem que a política deve ser um espaço de debate civilizado e não de confrontos físicos. Até o momento, nenhum dos políticos envolvidos se pronunciou oficialmente sobre o incidente no Aeroporto Eurico de Aguiar Salles. No entanto, a expectativa é de que as repercussões deste episódio não se limitem apenas às consequências legais, mas também políticas, com potencial impacto nas carreiras e na imagem pública de ambos. Enquanto as investigações sobre o incidente ainda estão em andamento, muitos esperam por uma resolução pacífica e uma retomada do foco em questões mais prementes para o estado do Espírito Santo. A política brasileira, mais uma vez, se vê envolta em um drama que reflete não apenas as disputas individuais entre políticos, mas também as tensões e divisões que permeiam a sociedade contemporânea.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado