Jornal Americano Relata Possíveis Motivações Políticas Na Prisão De Filipe Martins Ordenada Pelo STF Jornal Americano Relata Possíveis Motivações Políticas Na Prisão De Filipe Martins Ordenada Pelo STF Jornal Americano Relata Possíveis Motivações Políticas Na Prisão De Filipe Martins Ordenada Pelo STF Pular para o conteúdo principal

Jornal Americano Relata Possíveis Motivações Políticas Na Prisão De Filipe Martins Ordenada Pelo STF

Nesta terça-feira (18), o jornal norte-americano Daily Wire destacou as alegadas inconsistências do Supremo Tribunal Federal (STF) no caso da prisão de Filipe Martins, ex-assessor para Assuntos Internacionais do ex-presidente Jair Bolsonaro. Martins está preso há quatro meses, desde 8 de fevereiro, por ordem do ministro Alexandre de Moraes. A prisão está relacionada a uma investigação sobre sua suposta participação nos atos de 8 de janeiro de 2023 e uma possível tentativa de golpe de Estado. A ordem de prisão baseou-se em um arquivo desatualizado do Microsoft Word, que incluía uma lista de passageiros do voo presidencial de 30 de dezembro de 2022 para Orlando, EUA, onde constaria o nome de Martins. No entanto, a defesa de Martins comprovou, com confirmação da companhia aérea, que ele não viajou para Orlando, mas ficou no Brasil e foi para Curitiba (PR), o que contradiz a tese da Polícia Federal (PF) de que ele planejava uma fuga. Martins foi preso no apartamento de sua noiva em Ponta Grossa (PR). No relatório, a PF argumenta a possibilidade de fuga, citando a presença de poucos pertences no apartamento e a localização do município, que está a aproximadamente 461 quilômetros da fronteira com a Argentina e 551 quilômetros da fronteira com o Paraguai. O governo americano confirmou que a última entrada de Martins nos Estados Unidos ocorreu em setembro de 2022. “A prisão prolongada ocorre no momento em que o STF enfrenta críticas generalizadas por extrapolar sua autoridade para punir opositores. Ele [Filipe Martins] ainda não foi julgado e segue preso sob o argumento de que há risco de fugir do país, apesar da correção. Seus advogados dizem que o governo o prende por motivos políticos”, relatou o Daily Wire. Uma hipótese levantada é que Martins estaria sendo vítima de tortura psicológica, com a Justiça mantendo-o preso em condições precárias para forçá-lo a uma delação. “Martins foi uma figura popular no governo Bolsonaro devido à sua juventude, grande número de seguidores nas redes sociais e ideologia conservadora e pró-americana. Ele foi apelidado de ‘Jared Kushner’ do governo Bolsonaro enquanto ocupava seu cargo diplomático, o que levou a um encontro com o ex-presidente Donald Trump […] Martins também é investigado pelo STF por supostamente contribuir para um documento que questiona a eleição presidencial brasileira de 2022 que culminou com o retorno do socialista Luiz Inácio Lula da Silva ao poder após cumprir pena de prisão por corrupção”, conclui o jornal em outro trecho da reportagem.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado