Governo Lula Vai Propor Taxação De Previdência Privada Governo Lula Vai Propor Taxação De Previdência Privada Governo Lula Vai Propor Taxação De Previdência Privada Pular para o conteúdo principal
;

Governo Lula Vai Propor Taxação De Previdência Privada

Atendendo ao pedido dos Estados, o Ministério da Fazenda planeja incorporar no segundo projeto de lei complementar da reforma tributária – a ser encaminhado ao Congresso Nacional nesta semana – disposições específicas sobre a tributação de heranças e doações no exterior. Além disso, de acordo com informações do jornal O Estadão, busca-se estabelecer um caminho para a taxação dos planos de previdência privada (PGBL e VGBL) destinados ao planejamento sucessório.
Essas questões têm sido objeto de disputas prolongadas nos tribunais, incluindo o Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com fontes ouvidas pelo jornal, a inclusão desse assunto no próximo texto da reforma, que abordará aspectos federativos do novo sistema, visa atender a uma demanda dos governadores. Isso porque esse tipo de tributação é de competência estadual e é realizada por meio do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD). Embora a reforma tenha como foco os tributos sobre consumo, a PEC, promulgada no fim do ano passado, já trouxe mudanças na taxação do patrimônio, como no caso do IPTU, ao conceder mais poderes ao Executivo local para ajustar o valor venal dos imóveis, sobre os quais incide o imposto. Agora, o objetivo da proposta é regulamentar e aprofundar essas alterações por meio da lei complementar, que será submetida aos parlamentares. Uma das modificações previstas no texto constitucional é a exigência de que o ITCMD seja progressivo em relação ao valor da transmissão. Ou seja, quanto maior o montante recebido pelo herdeiro ou beneficiário da doação, maior será a alíquota aplicada. O Estado também pode optar por criar uma faixa de isenção e realizar uma cobrança única acima desse patamar. Em todos os casos, a alíquota máxima não pode ultrapassar 8%. Antes da reforma, 14 Estados e o DF já aplicavam tributações progressivas. As outras 12 unidades da federação ainda não ajustaram suas legislações, mas espera-se que o façam em breve. As modificações não terão efeito imediato, pois devem seguir os princípios da anterioridade nonagesimal (cobrança após 90 dias da publicação da lei) e anual (no exercício seguinte). Ou seja, se aprovadas neste ano, só valeriam em 2025. Para herança e doação no exterior, a emenda estabelece quatro regras gerais. No caso dos imóveis, o imposto será recolhido no Estado onde o bem está localizado. Saber em qual unidade da federação o tributo será recolhido é uma informação com impacto relevante nos cofres de cada Estado e no bolso do contribuinte. Por exemplo, São Paulo pratica uma alíquota única de 4%, enquanto o Rio de Janeiro cobra de 4% a 8%, dependendo do valor do bem transmitido. No caso dos bens móveis, quando o doador morar fora do País, o imposto será recolhido no Estado onde reside o beneficiário da doação. Caso ele também viva no exterior, a competência será do Estado onde se encontra o bem. Se os bens da herança estiverem situados no exterior, a tributação caberá ao Estado de residência do falecido. No caso de ele ser domiciliado fora do País, a taxação ocorrerá onde o sucessor residir. A lei complementar também abordará outro tema controverso nos tribunais: a taxação, via ITCMD, de planos de previdência privada que tenham natureza de aplicação financeira, e não de seguro. De modo geral, os PGBLs e VGBls não entram nos inventários quando o titular morre, sendo transmitidos automaticamente aos beneficiários. Dessa forma, estão isentos da incidência do ITCMD por serem considerados produtos de natureza securitária. Porém, vários Estados passaram a tributar a transferência desses planos nos últimos anos, argumentando que representam uma forma de transmissão de patrimônio entre gerações, ou seja, têm características de herança. Isso gerou uma série de litígios judiciais e respostas divergentes dos tribunais. Espera-se que a lei complementar estabeleça os limites do que seria considerado aplicação financeira ou seguro. Informações Gazeta Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado