Ex-funcionário que desviou milhões de Milton neves é condenado Ex-funcionário que desviou milhões de Milton neves é condenado Ex-funcionário que desviou milhões de Milton neves é condenado Pular para o conteúdo principal
;

Ex-funcionário que desviou milhões de Milton neves é condenado

Aos 72 anos, o renomado jornalista esportivo Milton Neves obteve uma decisão judicial histórica no Tribunal de Justiça de São Paulo, que condenou seu ex-funcionário por desviar mais de R$ 17 milhões de suas contas ao longo de 18 anos de trabalho conjunto. O réu, cujo nome foi mantido em sigilo durante o processo, enfrentará uma pena de cinco anos e dois meses em regime semiaberto, além do ressarcimento de R$ 860 mil a Neves. A sentença, proferida pelo juiz Marcos Vieira de Morais, ainda permite recurso. Documentos revelam que o ex-gerente financeiro tinha acesso irrestrito às contas bancárias e senhas de Neves, utilizando essas prerrogativas para realizar transações fraudulentas e acordos comerciais fraudulentos. A fraude foi corroborada por provas substanciais apresentadas durante o processo, incluindo depoimentos de testemunhas e a confissão de um cúmplice. Segundo investigações detalhadas, o ex-funcionário se valia de notas fiscais falsas ou superfaturadas para desviar fundos significativos para suas próprias contas pessoais, sob o disfarce de serviços prestados diretamente a Neves. A defesa do réu alegou que tais valores correspondiam a acordos legítimos entre as partes, porém, a Justiça concluiu que não houve respaldo legal para essa afirmação, destacando a má-fé do ex-gerente financeiro. Milton Neves, conhecido por sua trajetória no jornalismo esportivo e pela confiança depositada em seus colaboradores ao longo dos anos, admitiu que assinava documentos sem verificar minuciosamente seu conteúdo, confiando plenamente no ex-gerente financeiro para gerir suas finanças. A descoberta do esquema fraudulento ocorreu apenas após investigações meticulosas revelarem a extensão dos desvios financeiros. O advogado de Milton Neves, Sergei Cobra Arbex, comentou sobre a decisão judicial, destacando sua justiça e adequação diante das circunstâncias. Ele ressaltou que a idade avançada do jornalista, superior a 60 anos, foi considerada um agravante durante o processo, refletindo na pena aplicada ao réu. A repercussão do caso não se limita apenas ao campo jurídico. A comunidade esportiva e jornalística expressou solidariedade a Milton Neves, reconhecendo sua contribuição significativa ao longo das décadas. Neves, conhecido por sua paixão pelo futebol e seus comentários marcantes, mantém uma base de fãs leais e admiradores que acompanham sua carreira com interesse. Em entrevista após a decisão judicial, Milton Neves expressou alívio com o desfecho do caso, enfatizando a importância da verdade prevalecer mesmo em situações desafiadoras. Ele agradeceu o apoio recebido de amigos, familiares e colegas de profissão durante todo o processo judicial, reafirmando seu compromisso em continuar seu trabalho no jornalismo esportivo com a mesma dedicação e integridade de sempre. O futuro de Milton Neves e sua equipe segue agora com um novo capítulo, marcado pela resolução deste episódio controverso. Enquanto isso, o ex-funcionário condenado aguarda os desdobramentos legais do processo, enfrentando as consequências de suas ações fraudulentas que impactaram profundamente não apenas a vida financeira de Neves, mas também sua reputação e confiança depositada em colaboradores próximos. À medida que o caso continua a atrair atenção nacional, a discussão sobre a segurança financeira de figuras públicas e a responsabilidade dos administradores de recursos ganha destaque, promovendo um debate sobre medidas preventivas e controles rigorosos dentro das estruturas empresariais.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado