Ex-funcionário acusa a Globo de omissão de socorro e pede indenização milionária Ex-funcionário acusa a Globo de omissão de socorro e pede indenização milionária Ex-funcionário acusa a Globo de omissão de socorro e pede indenização milionária Pular para o conteúdo principal

Ex-funcionário acusa a Globo de omissão de socorro e pede indenização milionária

Mais um problema absolutamente indigesto surge nos bastidores da Rede Globo. Desta vez, a controvérsia vem de um funcionário que dedicou 24 anos de sua vida à empresa: Alberto Alves dos Santos, ex-cinegrafista do programa Fantástico.
Alberto inicialmente acusa a emissora de colocá-lo em risco durante coberturas jornalísticas consideradas perigosas. Ele alega que, em uma dessas coberturas, foi ferido por manifestantes que xingavam a emissora e que, na ocasião, não recebeu nenhum amparo da empresa. Essa acusação de omissão de socorro é apenas uma das várias que ele fez contra a Globo. O cinegrafista também relata ter sofrido danos morais durante toda a sua relação trabalhista com a emissora, devido aos frequentes casos de agressões e roubos a equipes de reportagem.
Além disso, na ação trabalhista proposta, Alberto Alves dos Santos alega escalas de trabalho exaustivas, com alterações horárias feitas sem aviso prévio, o que contribuiu para seu desgaste físico e emocional. Alberto pede R$ 1,5 milhão de indenização por danos morais, além de correção de salários e pagamento de horas extras não pagas. Ele argumenta que a "má relação" da Globo com seus telespectadores o prejudicou como funcionário, citando como exemplo a decisão da emissora de chamar os atos de manifestantes pró-Bolsonaro de "antidemocráticos" na televisão aberta.
Segundo Santos, as coberturas externas se tornaram cada vez mais perigosas após o impeachment de Dilma Rousseff (PT) em 2016 e nas eleições presidenciais que elegeram Jair Bolsonaro. Ele opina que o posicionamento "contrário a Bolsonaro" da Globo desagradou parte dos telespectadores e contribuiu para que o ambiente de trabalho externo se tornasse tóxico. A ação judicial movida por Alberto Alves dos Santos é um reflexo da tensão crescente entre a Globo e parte do público, especialmente em um contexto político polarizado.
As alegações de riscos à segurança dos jornalistas, omissão de socorro e condições de trabalho inadequadas levantam questões sérias sobre a responsabilidade da emissora em proteger seus funcionários. A Rede Globo ainda não se pronunciou oficialmente sobre as acusações, mas o caso de Alberto Alves dos Santos certamente colocará a emissora sob os holofotes, obrigando-a a abordar as alegações de negligência e condições de trabalho abusivas. A resolução desse caso pode ter repercussões significativas para a Globo e para a forma como ela trata seus funcionários no futuro.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado