Eis a dura resposta por parte de Bolsonaro a Mauro Cid Eis a dura resposta por parte de Bolsonaro a Mauro Cid Eis a dura resposta por parte de Bolsonaro a Mauro Cid Pular para o conteúdo principal

Eis a dura resposta por parte de Bolsonaro a Mauro Cid

As recentes acusações contra Jair Bolsonaro, envolvendo a suposta entrega de dinheiro pela venda de joias em Nova York, são mais um capítulo na longa sequência de ataques que o ex-presidente enfrenta. A declaração de Mauro Cid, ex-ajudante de ordens, de que teria entregado dinheiro em espécie a Bolsonaro durante uma viagem oficial, é contestada pelo advogado e assessor de imprensa de Bolsonaro, Fábio Wajngarten, que nega categoricamente qualquer envolvimento do ex-presidente. ### Pressão e Delação A alegação de que Mauro Cid foi pressionado a aceitar um acordo de delação premiada enquanto estava preso, sem sequer poder receber visitas familiares, levanta sérias dúvidas sobre a veracidade de suas declarações. A pressão exercida sobre Cid para criar uma narrativa incriminatória contra Bolsonaro é uma tática questionável e coloca em xeque a integridade das investigações. ### O Contexto Político O contexto político em que essas acusações emergem não pode ser ignorado. Bolsonaro, como figura central da direita conservadora no Brasil, é alvo constante de ataques do "sistema", que busca desacreditar e enfraquecer sua influência. As investigações e acusações parecem ser parte de uma estratégia mais ampla para impedir seu retorno à política e minar sua base de apoio. ### A Defesa de Bolsonaro A defesa de Bolsonaro, liderada por Wajngarten, argumenta que não há provas concretas que sustentem as acusações. A gravação em que Cid afirma que a PF o pressionou e critica a conduta do ministro Moraes, sugerindo que as sentenças já estavam pré-determinadas, só fortalece a percepção de que as investigações são motivadas politicamente. ### Falta de Provas A máxima jurídica de que "quem acusa tem que provar" é fundamental em qualquer sistema judicial. Até o momento, não foram apresentadas provas conclusivas que incriminem Bolsonaro na suposta venda de joias ou no recebimento de dinheiro. Sem evidências claras e substanciais, as acusações permanecem como meras alegações. ### A Perseguição ao Ex-Presidente O que se vê é uma campanha contínua de perseguição ao ex-presidente, com o objetivo de desestabilizar sua figura pública e sua trajetória política. A divulgação de áudios e declarações sob pressão são práticas que comprometem a credibilidade das investigações e reforçam a ideia de que Bolsonaro é alvo de uma conspiração política. ### Conclusão Enquanto as investigações prosseguem, é crucial que elas sejam conduzidas com total transparência e respeito aos princípios jurídicos. A tentativa de prender Bolsonaro sem provas concretas é uma ameaça à democracia e ao estado de direito. A sociedade brasileira deve permanecer vigilante e exigir que a justiça seja aplicada de maneira imparcial, evitando que interesses políticos comprometam a integridade do sistema judicial.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado