Deu ruim: Caetano Veloso recebe uma péssima notícia Deu ruim: Caetano Veloso recebe uma péssima notícia Deu ruim: Caetano Veloso recebe uma péssima notícia Pular para o conteúdo principal
;

Deu ruim: Caetano Veloso recebe uma péssima notícia

O juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, negou o pedido de indenização de R$ 1,3 milhão do cantor e compositor Caetano Veloso contra a marca Osklen e o estilista Oskar Metsavaht. O pedido se referia ao uso dos termos "Tropicália" e "tropicalismo" em uma coleção lançada no ano passado. Ao julgar o caso, o magistrado afirmou que a utilização dos termos não requer aprovação ou autorização de Caetano, pois a Tropicália é um movimento cultural que abrange diversos artistas e formas de expressão além da música. Ele ressaltou que o nome do movimento não foi criado por Caetano. “O autor entende que é ‘um dos idealizadores e executores do projeto Tropicália’ como dito em sua autobiografia. Só por essa afirmação já se verifica que não possui o mesmo absolutamente nenhuma exclusividade sobre a Tropicália, que, como consta dos autos e é fato incontroverso, até por conta do seu contexto histórico, é um movimento cultural brasileiro dos anos 60”, declarou o juiz. Na ação, os advogados de Caetano argumentaram que o lançamento da coleção da Osklen coincidiu com o show em que o cantor celebrou os 51 anos do lançamento do álbum "Transa", de 1972, realizado em agosto do ano passado. Eles alegaram que a promoção das vendas utilizou a imagem de Caetano. Por outro lado, a defesa da Osklen e de Metsavaht argumentou que a coincidência de datas entre o show e o lançamento da coleção foi acidental, pois o planejamento de uma coleção de moda é feito com antecedência. Segundo os advogados da empresa, a coleção com referência ao tropicalismo foi idealizada ainda em maio de 2022.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado