A “água bate no joelho”, a Folha acorda do conveniente sono A “água bate no joelho”, a Folha acorda do conveniente sono A “água bate no joelho”, a Folha acorda do conveniente sono Pular para o conteúdo principal
;

A “água bate no joelho”, a Folha acorda do conveniente sono

O artigo da Folha, intitulado "Suspensão de perfis por Moraes vira caixa-preta com sigilo e exclusão de PF e PGR", revela uma crescente preocupação com a falta de transparência e supervisão nas ações do ministro Alexandre de Moraes. A mídia, que muitas vezes apoiou as decisões do ministro sob o pretexto de proteger a democracia, agora se vê diretamente afetada por suas medidas. A Folha critica a prática de Moraes de suspender perfis de redes sociais e censurar conteúdos sem a devida participação da Polícia Federal (PF) e da Procuradoria-Geral da República (PGR), o que levanta questões sobre a legalidade e a imparcialidade dessas ações.A retirada do ar de uma entrevista da Folha com a ex-mulher de Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, é um exemplo claro da censura exercida pelo ministro. Embora Moraes tenha recuado dessa decisão específica, a crítica da Folha ressalta a falta de transparência e a natureza unilateral de suas ordens. O sigilo imposto aos inquéritos e a ausência de digitalização de documentos relacionados às investigações de fake news, iniciadas por Dias Toffoli, significam que apenas Moraes tem conhecimento total das ações que ele empreende. Esse monopólio de informações e decisões impede um acompanhamento adequado por parte de outras autoridades e instituições, incluindo a PF e a PGR, o que é problemático em um estado democrático. A Folha destaca ainda que, em muitos casos, nem a PGR nem a PF têm acesso ao conteúdo dos inquéritos antes que as ordens sejam enviadas às plataformas de redes sociais, inclusive em situações envolvendo quebras de sigilo. Esse nível de opacidade impede a verificação da legalidade e da justiça dessas ordens e levanta sérias preocupações sobre o excesso de poder concentrado nas mãos de um único ministro. Essa mudança de postura da Folha reflete uma percepção crescente de que as ações de Moraes, muitas vezes vistas como necessárias para combater a desinformação e proteger a democracia, podem na verdade estar corroendo os fundamentos democráticos ao centralizar o poder de censura e controle de informação sem a devida transparência e supervisão. O despertar tardio da mídia para os riscos associados às ações de Moraes serve como um lembrete de que a liberdade de imprensa e a transparência são pilares fundamentais de qualquer democracia e devem ser defendidas consistentemente, independentemente de conveniências políticas momentâneas.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado