PCC tinha planos para explodir prédio do senador Sergio Moro PCC tinha planos para explodir prédio do senador Sergio Moro PCC tinha planos para explodir prédio do senador Sergio Moro Pular para o conteúdo principal
;

PCC tinha planos para explodir prédio do senador Sergio Moro

Durante uma participação no podcast "Fala Glauber", o promotor de Justiça de São Paulo, Lincoln Gakiya, chocou a todos ao revelar detalhes sobre um plano sinistro tramado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC).
Segundo Gakiya, a facção criminosa tinha planos concretos para explodir o prédio onde o senador Sergio Moro reside, em Curitiba, Paraná. A notícia lançou uma sombra de terror sobre a política brasileira, com a facção planejando usar dinamite para provocar a explosão. Os detalhes macabros do plano foram descobertos através de meticulosos mecanismos de inteligência durante a Operação Sequaz, deflagrada em março de 2023. Os detonadores foram encontrados enterrados em um barril, escondidos em uma chácara que servia como esconderijo para os integrantes do PCC. A revelação deixou claro que o plano não era apenas uma fantasia sinistra, mas sim uma ameaça real e iminente. Além de Sergio Moro, o próprio promotor Lincoln Gakiya estava na mira da facção criminosa. Os bandidos, segundo Gakiya, planejavam assassinar diversas autoridades, incluindo figuras proeminentes como Moro, para criar um efeito de terror e ganhar destaque na imprensa mundial. Um dos objetivos do PCC era ter um "cadáver de excelência", utilizando a morte de uma figura pública famosa para intimidar os demais. A revelação de que a facção criminosa chegou a alugar uma sala ao lado do escritório de Sergio Moro para monitorar seus movimentos adicionou uma camada de inquietação à narrativa. O fato de que os bandidos estavam tão próximos do senador, estudando seus passos e planejando seu fim, ressalta a seriedade e a urgência das medidas de segurança que precisam ser tomadas. O promotor Gakiya alertou para a gravidade da situação, destacando que o PCC não está limitado a ações isoladas, mas é uma organização criminosa com recursos e conexões internacionais. A descoberta deste plano macabro deve servir como um chamado à ação para as autoridades brasileiras, que precisam redobrar os esforços na luta contra o crime organizado. O senador Sergio Moro, conhecido por seu papel proeminente como juiz na Operação Lava Jato, agora se vê como alvo de uma ameaça direta à sua vida. Sua residência, antes um símbolo de poder e influência, agora se tornou um alvo vulnerável nas mãos do PCC. A revelação deste plano sinistro lança uma sombra sobre a segurança de todas as figuras públicas no Brasil. A notícia rapidamente reverberou através das redes sociais e da imprensa internacional, destacando a gravidade do crime organizado no Brasil e a coragem dos que lutam contra ele. Os cidadãos brasileiros agora clamam por justiça e medidas de segurança mais rigorosas para proteger seus líderes e suas instituições democráticas. Enquanto isso, as autoridades continuam a investigar os detalhes do plano do PCC, buscando identificar todos os envolvidos e evitar uma tragédia iminente. A revelação deste plano macabro serve como um lembrete sombrio de que o crime organizado continua a representar uma ameaça grave à estabilidade e à segurança do Brasil. O país, agora mais do que nunca, precisa permanecer unido na luta contra essa ameaça, protegendo seus líderes e suas instituições democráticas.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado