O maior terror de Daniela Lima e Janja vai falar na Câmara O maior terror de Daniela Lima e Janja vai falar na Câmara O maior terror de Daniela Lima e Janja vai falar na Câmara Pular para o conteúdo principal
;

O maior terror de Daniela Lima e Janja vai falar na Câmara

A jornalista Michele Prado, conhecida por sua atuação no Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP), encontra-se no centro de uma controvérsia após enfrentar ameaças e ataques de grupos de esquerda. Tudo teve início quando ela decidiu "corrigir" dados de uma pesquisa relacionada às enchentes no Rio Grande do Sul e aos sentimentos da população expressos na internet.
Na manhã desta quarta-feira (15), Michele utilizou seu perfil no Instagram para anunciar que aceitou o convite do deputado Nikolas Ferreira para expor na Câmara dos Deputados os esclarecimentos sobre o caso. O objetivo declarado é desmentir supostas narrativas propagadas pelo governo Lula e pela Globo News. Na ocasião, ela pretende relatar a possível existência de uma "milícia digital" da esquerda, da qual afirma ser vítima. O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) utilizou suas redes sociais nesta semana para informar que pretende apresentar à Câmara um requerimento solicitando que Michele Prado seja ouvida pelos parlamentares. A jornalista ganhou destaque midiático após suas denúncias de ter sido alvo de ataques e intimidações por parte de grupos de esquerda, após sua intervenção na correção de dados de uma pesquisa mencionada pela apresentadora Daniela Lima, da GloboNews. Ao anunciar a intenção de apresentar o requerimento, Nikolas afirmou que pretende também investigar outra alegação feita pela pesquisadora, a qual envolve a primeira-dama Janja em suposto envolvimento com a criação de uma "milícia digital". Essas denúncias lançaram luz sobre questões de liberdade de expressão e manipulação de informações no contexto político atual. A situação ganhou repercussão nacional e despertou debates acalorados sobre a liberdade de expressão e a segurança dos profissionais que se dedicam a investigar e divulgar informações que possam desafiar narrativas estabelecidas. A jornalista Michele Prado se tornou um símbolo dessa luta, enfrentando pressões e ameaças para fazer valer seu compromisso com a verdade e a transparência. Diante da crescente polarização política e das tensões no ambiente universitário, a atuação de Michele Prado levanta questões sobre a independência acadêmica e a liberdade de pesquisa. Sua coragem em enfrentar os ataques e expor suas denúncias perante a Câmara dos Deputados é vista como um ato de resistência contra tentativas de silenciamento e intimidação. Enquanto isso, o debate sobre a existência de uma "milícia digital" da esquerda continua a gerar controvérsias e levanta questões sobre a manipulação de informações e a disseminação de narrativas políticas tendenciosas. A possibilidade de investigação dessas alegações no âmbito parlamentar promete trazer à tona novos detalhes e esclarecimentos sobre esse tema delicado. Enquanto aguardamos os desdobramentos dessa história, fica evidente a importância de proteger a liberdade de expressão e o direito dos jornalistas e pesquisadores de investigarem e divulgarem informações sem temer represálias ou intimidações. Michele Prado representa não apenas uma voz corajosa em meio a um cenário de polarização, mas também um lembrete do papel fundamental da imprensa livre em uma sociedade democrática.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado