Juiz condena União por ‘demora’ de Moraes em liberar perfil de ex-deputado Juiz condena União por ‘demora’ de Moraes em liberar perfil de ex-deputado Juiz condena União por ‘demora’ de Moraes em liberar perfil de ex-deputado Pular para o conteúdo principal
;

Juiz condena União por ‘demora’ de Moraes em liberar perfil de ex-deputado

Na mais recente reviravolta do embate entre liberdade de expressão e combate às fake news, a Justiça Federal do Paraná ordenou que a União pague uma indenização de R$ 20 mil ao ex-deputado estadual Homero Marchese (Novo). A sentença, proferida pelo juiz José Jácomo Gimenes, da 1.ª Vara Federal de Maringá, concluiu que houve um "erro procedimental" por parte do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ao manter o perfil do ex-deputado bloqueado no Instagram.
O caso remonta a novembro de 2022, quando os perfis de Homero Marchese foram bloqueados no contexto do inquérito das fake news. A medida veio após o ex-deputado divulgar a participação de membros do STF em um evento nos Estados Unidos, acompanhado da mensagem "Oportunidade imperdível". A publicação foi interpretada como um incentivo à hostilização dos ministros, desencadeando protestos em frente ao hotel onde estavam hospedados. O bloqueio dos perfis não foi inicialmente contestado, sendo considerado necessário dadas as circunstâncias. No entanto, o juiz Gimenes destacou que o ministro Moraes cometeu um equívoco ao liberar as contas de Marchese no Facebook e no X em dezembro de 2022, sem mencionar o perfil no Instagram. Essa falha, segundo a sentença, resultou em uma "grande perda de comunicação, transtornos, constrangimentos e frustração consideráveis" para o ex-deputado. A defesa de Homero Marchese recorreu ao STF, solicitando esclarecimentos sobre a situação da conta no Instagram. No entanto, o processo só foi analisado em janeiro de 2023, quando o mandato do deputado na Assembleia Legislativa do Paraná já havia encerrado. Como consequência da perda do foro ao deixar o cargo, o caso foi encaminhado à primeira instância. Em maio de 2023, a Justiça Federal determinou o restabelecimento do acesso ao perfil no aplicativo de fotos, mas o dano já estava feito. A demora na apreciação dos embargos de declaração resultou em um atraso de quase seis meses para Marchese, acarretando em consequências significativas em sua vida pessoal e política. A sentença ressaltou a importância da rede social como ferramenta de comunicação e interação, evidenciando que a demora na resolução do caso ultrapassou os limites do mero dissabor, causando um efetivo abalo moral ao ex-deputado. Esta é a primeira decisão de primeira instância que desafia diretamente um ministro do STF em relação ao caso das fake news, indicando uma possível mudança de paradigma no tratamento dessas questões. Diante da decisão, cabe recurso por parte da União. O Estadão procurou a assessoria de imprensa do STF para obter uma manifestação do ministro Alexandre de Moraes, e também entrou em contato com a Advocacia-Geral da União (AGU) para verificar se o órgão pretende recorrer da sentença.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado