Boulos tenta salvar Janones de punição por rachadinha Boulos tenta salvar Janones de punição por rachadinha Boulos tenta salvar Janones de punição por rachadinha Pular para o conteúdo principal
;

Boulos tenta salvar Janones de punição por rachadinha

O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP), pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, votou no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados pelo arquivamento do caso envolvendo o deputado André Janones (Avante-MG). Janones é acusado de ter promovido um esquema de rachadinha em seu gabinete. Boulos, que atua como relator do caso, justificou seu voto alegando que as suspeitas contra Janones se referem a um período anterior ao atual mandato do parlamentar.
"É preciso trazer à baila que a representação do PL traz fatos ocorridos antes do início do mandato de deputado federal do representado", explicou Boulos, destacando que o próprio Janones afirmou que as suspeitas se referem a eventos anteriores a seu atual mandato. Em 2019, no início do primeiro mandato de deputado de Janones, uma gravação veio à tona na qual o parlamentar afirmava que o dinheiro arrecadado seria utilizado para financiar a campanha de seu grupo político em 2020. Boulos ressaltou que as suspeitas sobre Janones já eram de conhecimento público desde 2021. Após a leitura do parecer de Boulos, houve um pedido de vista, e o relatório será votado nas próximas sessões do Conselho de Ética. O caso de rachadinha contra Janones se tornou público quando, em novembro de 2023, surgiu um áudio de 2019 no qual o deputado sugeria a criação de uma "vaquinha" mensal entre os servidores de seu gabinete. No áudio, Janones explicava que o dinheiro arrecadado seria utilizado para financiar a campanha de seu grupo político nas eleições municipais de 2020. "Como nós não vamos ser corruptos, não vamos aceitar cargos [...] Como a gente não vai ceder a essas coisas e a gente precisa de dinheiro pra fazer campanha, qual é a minha sugestão? E aí nós vamos dividir o valor entre nós, inclusive eu. Isso é, todos. E isso é legal. Às vezes, você confunde isso com devolver salário. Devolver salário é você ficar lá na sua casa dormindo, me dá seu cartão, todo mês eu vou lá e saco e deixo só um salário pra você. Isso é devolver salário", afirmou Janones no áudio. Ele prosseguiu sugerindo que os valores a serem contribuídos pelos assessores poderiam variar de R$ 50 a R$ 200, de acordo com o salário de cada um. "E a gente começar uma vaquinha já no primeiro mês de salário pra gente poder disputar as eleições de 2020 com o básico pelo menos", acrescentou Janones. Na mesma reunião, um dos assessores comentou que essa seria "a única saída para Janones disputar a eleição sem ceder ao sistema", referindo-se à rejeição de doações de empresas e ao desvio de verbas públicas. Apesar de Janones não ter se candidatado nas eleições municipais de 2020, ele conseguiu eleger sua ex-assessora Leandra Guedes como prefeita de Ituiutaba, cidade onde ele foi derrotado em 2016. A decisão de Boulos de votar pelo arquivamento do caso gerou reações diversas. Alguns defendem que o arquivamento é correto, uma vez que os fatos ocorreram antes do atual mandato de Janones, enquanto outros acreditam que as suspeitas de rachadinha devem ser investigadas independentemente do período em que ocorreram. O caso também traz à tona discussões sobre a prática de rachadinha no Brasil, uma forma de corrupção em que parlamentares ficam com parte dos salários de seus assessores. Embora a prática seja amplamente condenada, casos como o de Janones mostram que a corrupção pode estar entranhada em diferentes níveis do sistema político. Boulos, por sua vez, argumenta que seu voto foi baseado em critérios técnicos e legais. "Meu papel como relator é analisar os fatos conforme eles são apresentados e garantir que a justiça seja feita de acordo com a lei", afirmou o deputado. "É fundamental que o Conselho de Ética mantenha seu compromisso com a imparcialidade e a legalidade." À medida que o caso se desenrola, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados enfrentará a tarefa de equilibrar a aplicação rigorosa da lei com a necessidade de transparência e responsabilidade política. Independentemente do resultado final, o episódio destaca a importância de mecanismos de controle e supervisão para garantir a integridade dos representantes eleitos e das instituições públicas no Brasil.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado