Um Exército que não suporta críticas demonstra postura de notória fraqueza institucional Um Exército que não suporta críticas demonstra postura de notória fraqueza institucional Um Exército que não suporta críticas demonstra postura de notória fraqueza institucional Pular para o conteúdo principal
;

Um Exército que não suporta críticas demonstra postura de notória fraqueza institucional

A advogada Erica Gorga, renomada especialista em direito institucional, emitiu duras críticas à postura recente do Exército brasileiro em relação às críticas recebidas. Em uma declaração contundente, Gorga questiona a capacidade da instituição militar em lidar com críticas e expressa preocupação com o que ela considera uma demonstração de fraqueza institucional.
Gorga levanta questões sobre a reação do Exército diante das críticas recebidas, especialmente em relação às medidas de "alertar autoridades" sobre supostas difamações. Ela ironicamente questiona a quem exatamente o Exército está se referindo ao mencionar "otoridades" e expressa incredulidade diante da suposta sensibilidade da instituição diante das manifestações públicas. Para Gorga, uma instituição que representa a força bruta do país deveria ser capaz de suportar críticas e questionamentos, especialmente quando se trata de um Exército treinado para lidar com situações de guerra. Ela critica a aparente contradição entre a imagem de guerreiros profissionais e a postura sensível diante de críticas verbais. A advogada não hesita em classificar essa atitude como uma "notória fraqueza institucional", destacando a vergonha que isso representa para todos os brasileiros, especialmente para as mulheres. Para Gorga, a ideia de um Exército incapaz de lidar com críticas vai contra os valores de força, coragem e determinação que deveriam ser associados à instituição militar. Ela conclui sua declaração expressando o desejo de que o país seja liderado por homens fortes e corajosos, rejeitando a ideia de que a sensibilidade diante das críticas seja uma característica desejável em uma instituição como o Exército. As palavras de Erica Gorga ecoam em meio a um debate crescente sobre a postura das instituições públicas e sua capacidade de lidar com críticas e questionamentos da sociedade. Suas observações lançam luz sobre a importância da transparência, da prestação de contas e da resiliência institucional em uma democracia saudável. Diante desse contexto, as declarações de Gorga podem servir como um chamado à reflexão não apenas para o Exército, mas também para todas as instituições públicas brasileiras, instando-as a reavaliar suas práticas e adotar uma postura mais aberta e receptiva ao diálogo e à crítica construtiva.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado