Senador Marinho detona imprensa e parte pra cima de Moraes Senador Marinho detona imprensa e parte pra cima de Moraes Senador Marinho detona imprensa e parte pra cima de Moraes Pular para o conteúdo principal
;

Senador Marinho detona imprensa e parte pra cima de Moraes

Durante uma audiência pública na Comissão de Segurança Pública do Senado, o senador Rogério Marinho expôs sua opinião sobre a censura e perseguição política em curso, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Seu discurso veio à tona enquanto ouvia o jornalista português Sérgio Tavares, que relatou sua detenção ilegal pela Polícia Federal ao cobrir uma manifestação em São Paulo.
Marinho destacou a preocupação dos grandes promotores da censura e da perseguição política, apontando para a questão do monopólio da narrativa e da comunicação detido por certos conglomerados de mídia. Ele enfatizou que o surgimento das redes sociais permitiu aos cidadãos uma maior capacidade de expressão e exposição da realidade, desafiando o domínio monopolista da informação. O senador ressaltou que a democratização do acesso às redes sociais tem exposto as tentativas dos detentores do poder estabelecido de controlar a narrativa pública. Ele destacou que, mesmo quando esses conglomerados tentam impor uma narrativa específica, as redes sociais revelam uma realidade diferente, o que tem sido um incômodo para eles. Além disso, Marinho criticou a reação dos conglomerados de mídia diante dessa mudança de paradigma, observando que têm tentado impor censura generalizada e perseguir seus concorrentes e opositores. Ele apontou para a legislação em debate no Brasil, como o Projeto de Lei 2630 e a ação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que permitem a retirada de conteúdos considerados prejudiciais sem provocação judicial. O senador também mencionou a criação de órgãos pelo governo federal para perseguir e censurar seus críticos, ilustrando a preocupação com a tentativa de manter o controle sobre a narrativa pública. Marinho alertou para o papel contraditório da velha imprensa brasileira, que, segundo ele, tenta fingir reprovar a censura enquanto justifica as perseguições. Ele criticou o que chamou de "contorcionismo verbal, filosófico e moral" adotado por alguns jornais importantes, que parecem tentar equilibrar uma crítica ao Supremo Tribunal Federal com a justificação das ações tomadas anteriormente. Finalizando seu discurso, o senador enfatizou a importância de chamar as coisas pelo nome e denunciar aqueles que, em nome da democracia, violam os princípios democráticos. Ele destacou a necessidade de uma imprensa livre e responsável, que não apenas informe, mas também defenda os valores democráticos e o estado de direito. O posicionamento contundente do senador Rogério Marinho ressalta a complexidade e gravidade da situação atual, onde questões como liberdade de expressão, censura e perseguição política estão em jogo. O debate sobre essas questões continuará a dominar o cenário político e midiático, com implicações de longo alcance para a democracia e a sociedade como um todo.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado