Senador expõe algo alarmante sobre o TSE e pede reação forte do Congresso Senador expõe algo alarmante sobre o TSE e pede reação forte do Congresso Senador expõe algo alarmante sobre o TSE e pede reação forte do Congresso Pular para o conteúdo principal
;

Senador expõe algo alarmante sobre o TSE e pede reação forte do Congresso

O senador Eduardo Girão, do partido Novo pelo estado do Ceará, lançou luz sobre um julgamento recente realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), que rejeitou por cinco votos a dois o pedido de cassação do mandato do senador Sergio Moro, representante do estado do Paraná. Para Girão, essa decisão expõe uma tendência alarmante de perseguição política contra parlamentares que desafiam o status quo no Brasil. Durante o julgamento, Girão observou que os dois votos a favor da cassação de Moro foram dados pelos desembargadores indicados pelo presidente Lula, levantando preocupações sobre a independência do judiciário. Ele ressaltou que a decisão parece ter sido influenciada por motivos políticos, em vez de ser baseada em méritos legais. Além disso, Girão destacou o caso do senador Jorge Seif, do partido PL por Santa Catarina, que também enfrentou uma situação semelhante, mas foi absolvido por seis votos a zero pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC). Isso levanta questões sobre a imparcialidade do sistema judiciário brasileiro e sugere uma tendência preocupante de perseguição política. O senador também fez críticas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), liderado pelo ministro Alexandre de Moraes, alegando que agiu como um "partido político" durante as últimas eleições, beneficiando explicitamente a candidatura do presidente Lula. Girão apontou que certas verdades históricas sobre o PT e suas relações com ditaduras foram proibidas de serem divulgadas durante a campanha eleitoral, influenciando o resultado das eleições. Essas alegações levantam sérias preocupações sobre a integridade do processo eleitoral e a imparcialidade do judiciário brasileiro. Girão enfatizou que o Senado não pode mais ficar omisso diante desses abusos e pediu uma reação forte por parte do Congresso. "Chegou a hora de o Senado se levantar mesmo e de dizer: 'Espere aí, cadê o reequilíbrio entre os Poderes? Quem legisla somos nós, STF. O que é isso, TSE? Que medida é essa de censura?'", declarou o senador. Ele criticou a atitude do TSE de proibir informações relevantes durante as eleições e destacou a importância do Senado em defender a democracia e a separação de poderes. As declarações de Girão destacam a necessidade urgente de uma investigação completa e imparcial sobre as alegações de interferência política no judiciário brasileiro. Além disso, suas palavras ressaltam a importância de fortalecer as instituições democráticas do país e garantir que a justiça seja aplicada de forma justa e imparcial para todos os cidadãos. O posicionamento do senador reflete preocupações mais amplas sobre o estado da democracia no Brasil e a necessidade de vigilância constante para proteger os princípios fundamentais da justiça e da equidade. Como representante eleito, Girão está exercendo sua responsabilidade de garantir que os interesses do povo brasileiro sejam protegidos e que os abusos de poder sejam enfrentados com determinação e coragem. Enquanto o país enfrenta esses desafios, é essencial que os cidadãos exijam transparência, responsabilidade e respeito às instituições democráticas. A denúncia feita pelo senador Girão é um lembrete oportuno de que a luta pela justiça e pela democracia é uma responsabilidade de todos os brasileiros.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado