PT censura repúdio ao filho de Lula na ‘Comissão de Defesa da Mulher’ Veja o Vídeo PT censura repúdio ao filho de Lula na ‘Comissão de Defesa da Mulher’ Veja o Vídeo PT censura repúdio ao filho de Lula na ‘Comissão de Defesa da Mulher’ Veja o Vídeo Pular para o conteúdo principal
;

PT censura repúdio ao filho de Lula na ‘Comissão de Defesa da Mulher’ Veja o Vídeo

Na última semana, a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados viu-se envolta em polêmica após a presidente do comitê, a deputada petista Ana Pimentel, remover da agenda uma moção de repúdio contra Luís Cláudio Lula da Silva. Filho de Luiz Inácio Lula da Silva, Luís Cláudio foi acusado de agredir fisicamente sua ex-esposa, a médica Natália Schincariol. A moção de repúdio, protocolada na comissão na semana anterior pela deputada Silvia Waiãpi (PL-AP), visava denunciar veementemente os atos de violência perpetrados contra as mulheres, em consonância com os princípios de defesa dos direitos femininos. No entanto, Ana Pimentel optou por retirar a proposta da pauta da comissão, gerando controvérsias e acusações de parcialidade. Durante a sessão, ocorreu um episódio marcante em que a deputada Silvia Waiãpi, representante do Partido Liberal pelo estado do Amapá e mulher indígena, teve seu microfone desligado enquanto tentava debater a questão da agressão denunciada por Natália Schincariol à Polícia Civil de São Paulo. O ato de silenciamento foi interpretado como uma forma de censura pela parlamentar, que expressou veementemente sua indignação, proclamando: "Eu sou uma mulher do norte, indígena, e tenho direito à fala". A atitude de Ana Pimentel em excluir a moção de repúdio da agenda da comissão e silenciar a voz de uma colega parlamentar provocou críticas e questionamentos sobre a seletividade na abordagem de casos de violência contra a mulher. Para Silvia Waiãpi, a falta de inclusão da sua proposta na pauta evidencia uma postura contraditória por parte da presidente da comissão, que aparentemente teria agido com hipocrisia ao negligenciar a denúncia de agressão contra Luís Cláudio Lula da Silva. "Seletividade de agressores. É isso que nós vemos", critica a deputada Silvia Waiãpi, enfatizando a importância de uma postura firme e imparcial na defesa dos direitos das mulheres. A controvérsia gerada por esse episódio coloca em destaque a necessidade de uma abordagem consistente e comprometida com a proteção das vítimas de violência doméstica, independentemente de seu status social ou político. Diante desses acontecimentos, o debate sobre a conduta ética e responsável dos representantes políticos na luta contra a violência de gênero torna-se ainda mais urgente. A sociedade civil e as instituições democráticas clamam por uma atuação comprometida e verdadeiramente inclusiva por parte dos órgãos responsáveis pela defesa dos direitos das mulheres, a fim de garantir a efetiva proteção e justiça para todas as vítimas de violência doméstica e de gênero.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado