Arizona proíbe o aborto, e Globo chama atitude de “retrocesso” Arizona proíbe o aborto, e Globo chama atitude de “retrocesso” Arizona proíbe o aborto, e Globo chama atitude de “retrocesso” Pular para o conteúdo principal
;

Arizona proíbe o aborto, e Globo chama atitude de “retrocesso”

Na última terça-feira (10), a Suprema Corte do estado do Arizona surpreendeu ao resgatar uma lei de 1864 que proíbe o aborto em quase todos os casos, exceto quando a vida da gestante estiver em risco. A decisão gerou intensa controvérsia e debate sobre os direitos reprodutivos das mulheres no estado. A decisão da Suprema Corte do Arizona, que impõe penalidades de até cinco anos de prisão por descumprimento, é vista como um marco significativo na luta pelo acesso ao aborto nos Estados Unidos. Em 2022, o então governador republicano Doug Ducey assinou uma lei proibindo o procedimento após 15 semanas de gravidez, o que já havia gerado debates acalorados sobre os direitos reprodutivos das mulheres no estado. Agora, com a restauração da lei de 1864, o Arizona se une a mais de 20 estados que proibiram ou restringiram o acesso ao aborto desde que a Suprema Corte dos EUA derrubou a sentença Roe vs. Wade em 2022. A Roe vs. Wade era uma decisão histórica que permitia o aborto em nível federal nos Estados Unidos. A reação à decisão da Suprema Corte do Arizona foi imediata e intensa. A GloboNews, em suas redes sociais, destacou o termo "retrocesso" em letras garrafais ao noticiar o ocorrido, refletindo a preocupação de muitos defensores dos direitos das mulheres sobre o impacto dessa medida na autonomia reprodutiva. A intervenção na defesa da lei de 1864 veio do obstetra Eric Hazelrigg e do promotor do condado de Yavapai, Dennis McGrane. Hazelrigg, que administra uma rede de centros onde as mulheres grávidas são aconselhadas a não fazerem abortos, argumentou que, na ausência de um direito constitucional federal ao aborto, não há disposição na lei federal ou estadual que proíba a aplicação da lei de 1864. O juiz John R. Lopez IV, da Suprema Corte do Arizona, endossou esse argumento ao proferir sua decisão. A controvérsia em torno da proibição do aborto no Arizona reflete um debate cada vez mais acalorado sobre os direitos reprodutivos das mulheres nos Estados Unidos. Defensores dos direitos das mulheres argumentam que as restrições ao aborto violam os direitos constitucionais das mulheres à autonomia reprodutiva e à privacidade, enquanto aqueles que apoiam a proibição afirmam que estão defendendo o direito à vida do feto. Com a proibição do aborto no Arizona entrando em vigor em duas semanas, é provável que o debate sobre os direitos reprodutivos continue a ser uma questão central na política e na sociedade americana, com repercussões que podem se estender muito além das fronteiras do estado.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado