Tarcísio Toma atitude, enfrenta bandidagem , mas não perdoa maus policiais Tarcísio Toma atitude, enfrenta bandidagem , mas não perdoa maus policiais Tarcísio Toma atitude, enfrenta bandidagem , mas não perdoa maus policiais Pular para o conteúdo principal
;

Tarcísio Toma atitude, enfrenta bandidagem , mas não perdoa maus policiais

O governador Tarcísio de Freitas dá todos os dias demonstração de que caminha no sentido inverso daquele que é percorrido pelo governo federal. O governador faz uma gestão competente, justa e extremamente séria.
Da mesma forma que combate com rigor a bandidagem, com inúmeras operações de sucesso comandadas pelo super-secretário Capitão Derrite, não perdoa os maus policiais que se envolvem em falcatruas. Assim, o governador acaba de demitir a policial civil Alessandra Salete Camargo, condenada por ‘bater carteiras’ dentro da delegacia em Piracicaba, onde atuou como carcereira. A policial, que respondeu por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, foi condenada à perda do cargo público em outubro de 2022. A demissão foi publicada na quarta-feira (27), no Diário Oficial de São Paulo, após a sentença transitar em julgado. Segundo a decisão judicial, Alessandra “exercia a função de carcereira policial” e era responsável por elaborar boletins de ocorrência na Unidade de Polícia Judiciária Agrupada de Piracicaba (UPJA), localizada na Rua José Pinto de Almeida, no centro da cidade. Na sentença, o juiz Mauricio Habice, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Piracicaba, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), descreve que a carcereira agia assim: “Enquanto lavrava os boletins de ocorrência, [Alessandra] aproveitava-se do cidadão que lá estava, solicitando que ele fosse até outra sala, deixando os seus pertences pessoais sobre uma mesa. Durante a ausência da vítima, a requerida subtraía os valores de sua carteira e os guardava dentro da CPU de seu computador, para que depois tivesse acesso ao dinheiro.” Uma das vítimas da policial relatou que foi à delegacia para registrar um furto de capacete. Após narrar o acontecido, ela saiu para pegar as folhas do boletim de ocorrência, que haviam sido impressas na sala ao lado, a pedido de Alessandra. A carteira dela ficou na primeira sala, onde a carcereira permaneceu, segundo depoimento da vítima. Ao voltar, a mulher percebeu que haviam sumido R$ 190. Ela pediu ajuda para um delegado da unidade, que acionou a Corregedoria da Polícia Civil. Durante buscas, investigadores encontraram dinheiro, em espécie, escondido dentro do gabinete do computador usado pela carcereira. Ela não soube explicar a origem das notas. Para aprofundar a investigação, os agentes da Corregedoria da Polícia Civil levantaram o nome de todas as pessoas que tiveram depoimentos colhidos por Alessandra entre os dias 10 e 11 de julho de 2017, época do episódio. Outras duas vítimas foram encontradas: uma mulher, que teve R$ 250 roubados, além de um homem que perdeu R$ 100. Na investigação, a policial negou que tenha furtado o dinheiro das carteiras e confirmou que, de fato, costumava pedir para que as pessoas fossem buscar o boletim de ocorrência em outra sala. Já durante julgamento, ela optou por ficar em silêncio. Em abril de 2022, Alessandra acabou condenada, por crime de peculato, a 2 anos e 4 meses de reclusão, mas pôde responder em liberdade e não foi levada para a cadeia. Já na sentença por improbidade administrativa, proferida quatro meses depois, o juiz determinou o ressarcimento das vítimas e decretou que a carcereira pagasse multa de R$ 7,1 mil. A policial também perdeu os direitos políticos por 8 anos e foi proibida de ser contratada pelo poder público. Ela já estava afastada do cargo ao ter a demissão decretada por Tarcísio. Com informações Jornal da Cidade

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado