Renomado jornalista, ex-diretor do Estadão, surpreende e detona os próprios colegas Renomado jornalista, ex-diretor do Estadão, surpreende e detona os próprios colegas Renomado jornalista, ex-diretor do Estadão, surpreende e detona os próprios colegas Pular para o conteúdo principal
;

Renomado jornalista, ex-diretor do Estadão, surpreende e detona os próprios colegas

No cenário fervilhante da comunicação brasileira, uma voz ressoa com a autoridade de quem conhece os meandros da imprensa como poucos: Fernão Lara Mesquita. Ex-diretor do Grupo Estado, responsável pelo renomado jornal O Estado de S.Paulo, e herdeiro de um legado jornalístico de peso, Fernão não hesita em lançar uma crítica contundente contra seus próprios colegas de profissão. Em uma entrevista exclusiva concedida à Revista A Verdade, Fernão não economiza palavras ao abordar o estado atual da imprensa no Brasil. Para ele, a falta de integridade e comprometimento com os princípios do jornalismo tem corroído a credibilidade da mídia tradicional. Segundo suas palavras, "A gente que ocupa as redações hoje não obedecem a lei básica do jornalismo. [...] São usurpadores de mais um dos poderes da democracia que usam para destruir a democracia, tanto quanto os ministros supremos que se dedicam a destruir a constituição não são ministros do supremo, são bandidos a soldo de uma ditadura." Essa afirmação incisiva ecoa em um momento de profunda polarização política e social no Brasil, onde a mídia frequentemente se vê envolvida em debates acalorados sobre sua imparcialidade e ética jornalística. Fernão, com sua trajetória respeitável e conhecimento ímpar do funcionamento interno da imprensa, lança luz sobre uma questão que há muito tempo paira no ar: a crise de confiança na mídia tradicional. É importante notar que Fernão Lara Mesquita não é apenas um observador distante deste cenário, mas sim um participante ativo e influente. Sua família tem uma história profundamente entrelaçada com o jornalismo brasileiro, com seu pai, Ruy Mesquita, deixando um legado inestimável no Estadão. Portanto, suas palavras carregam não apenas o peso de sua própria experiência, mas também a herança de uma tradição jornalística venerável. No entanto, enquanto Fernão lança críticas contundentes contra a imprensa tradicional, ele não deixa de reconhecer a importância do papel da mídia na sociedade. Ao contrário, sua crítica vem de um lugar de profundo respeito pela profissão jornalística e um desejo genuíno de ver a imprensa recuperar sua integridade perdida. O debate sobre a credibilidade da mídia não é novo, mas as palavras de Fernão Lara Mesquita ressoam de maneira especial, dada sua posição privilegiada dentro do cenário jornalístico brasileiro. Elas nos convidam a refletir não apenas sobre o estado atual da imprensa, mas também sobre o futuro do jornalismo em um mundo cada vez mais digitalizado e polarizado. Enquanto as redes sociais e plataformas de mídia alternativa ganham cada vez mais espaço, a imprensa tradicional enfrenta o desafio de se reinventar e recuperar a confiança do público. O alerta de Fernão Lara Mesquita serve como um lembrete oportuno de que, em um momento de crise, a honestidade, a imparcialidade e a busca pela verdade devem permanecer como os pilares fundamentais do jornalismo. Afinal, como ele mesmo sugere, a democracia depende disso.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado