PSOL vai à Justiça contra Michelle Bolsonaro PSOL vai à Justiça contra Michelle Bolsonaro PSOL vai à Justiça contra Michelle Bolsonaro Pular para o conteúdo principal
;

PSOL vai à Justiça contra Michelle Bolsonaro

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL) está prestes a receber o título de cidadã paulistana em uma cerimônia marcada para ocorrer no Theatro Municipal, cujo uso foi autorizado pela Prefeitura de São Paulo. A administração municipal alega que o pedido para utilizar o espaço foi feito por meio de um documento formal, submetido pelo vereador Rinaldi Digilio, do partido União Brasil, um dos autores do projeto aprovado em novembro de 2023. A Prefeitura justifica a autorização afirmando que a cessão do local para eventos de órgãos públicos é uma prática comum.
No entanto, políticos do PSOL decidiram tomar medidas legais contra essa decisão, apresentando uma solicitação de investigação ao Ministério Público Eleitoral de São Paulo. Os representantes do PSOL-SP, incluindo o vereador Celso Giannazi, o deputado estadual Carlos Giannazi e a deputada federal Luciene Cavalcante, argumentam que o uso do Theatro Municipal para homenagear Michelle Bolsonaro pode configurar um abuso de poder político, especialmente considerando a eleição deste ano, na qual o atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB), provavelmente buscará a reeleição. Os políticos do PSOL alegam que o evento beneficia eleitoralmente Nunes e, portanto, solicitam que seja proibido. Além disso, enviaram um pedido de investigação para a Procuradoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de São Paulo, indicando a possibilidade de ocorrência de um crime de peculato contra a administração pública. Michelle Bolsonaro, que pertence ao mesmo partido do ex-presidente, é considerada uma forte candidata ao Senado Federal nas eleições de 2026 e possui grande relevância política para Nunes na campanha deste ano à Prefeitura de São Paulo. Os representantes do PSOL enfatizam os interesses políticos e pessoais de Nunes ao utilizar um bem público para homenagear Michelle Bolsonaro, o que, na visão deles, justifica a intervenção do Ministério Público. Por sua vez, os deputados do PSOL destacam que o aluguel do Theatro Municipal, um espaço mantido pelos impostos da população, custa cerca de R$ 150 mil por noite para cerimônias privadas. Essa informação ressalta a preocupação dos políticos do PSOL com o uso adequado dos recursos públicos e a possibilidade de sua utilização para fins políticos-partidários. Diante desse embate político e jurídico, a homenagem a Michelle Bolsonaro no Theatro Municipal tornou-se um tema controverso, evidenciando as tensões e rivalidades presentes no cenário político brasileiro. A decisão final caberá às autoridades competentes, que deverão avaliar os argumentos apresentados pelas partes envolvidas e decidir sobre a legalidade e a legitimidade do evento planejado. Enquanto isso, a sociedade acompanha atentamente os desdobramentos dessa disputa, consciente da importância de preservar a ética e a transparência nas práticas políticas e na gestão dos recursos públicos.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado