Padre Kelmon refuta Barroso e manda mensagem para Malafaia (veja o vídeo) Padre Kelmon refuta Barroso e manda mensagem para Malafaia (veja o vídeo) Padre Kelmon refuta Barroso e manda mensagem para Malafaia (veja o vídeo) Pular para o conteúdo principal

Padre Kelmon refuta Barroso e manda mensagem para Malafaia (veja o vídeo)

O cenário político brasileiro continua a ser palco de debates acalorados, desta vez, com o padre Kelmon, ex-candidato à Presidência da República e pré-candidato à prefeitura de São Paulo, entrando em cena para refutar as declarações do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre o suposto "uso abusivo" da religião na política. Durante uma entrevista concedida nesta tarde (19), o padre Kelmon expressou veementemente sua discordância em relação às afirmações do ministro Barroso, afirmando que ele está profundamente equivocado sobre o assunto. Para Kelmon, o verdadeiro papel da religião cristã na política vai muito além do que é descrito por Barroso. "O magistrado se engana profundamente na questão. O verdadeiro poder que a religião cristã tem exercido é o de recuperar viciados, socorrer famílias em dificuldades e conduzir corações a Cristo", declarou o padre. Kelmon prosseguiu, argumentando que a visão de Barroso é fruto de uma perspectiva ideológica, especialmente ligada ao socialismo, que percebe na religião cristã uma ameaça aos seus ideais. “O projeto socialista tem consciência de que somente o cristianismo é que pode combatê-los e destruí-los, então eles precisam nos combater primeiro, mas nós precisamos acordar o povo cristão, os padres e os pastores precisam se unir, de verdade, e unir o povo cristão porque nós podemos enfrentá-los e confrontá-los, e exterminar todo esse pensamento ideológico de esquerda que existe hoje na América Latina. E só o cristianismo pode fazer isso!” As declarações de Kelmon surgem como resposta direta ao discurso proferido pelo ministro Barroso em 8 de março, na PUC do Rio de Janeiro, no qual ele criticou o uso da religião cristã como ferramenta para angariar votos e desgastar adversários, caracterizando tal prática como uma forma de “manipulação política”. O padre enfatizou ainda que, em sua visão, religião e política não podem ser separadas, argumentando que ambas caminham juntas e exercem influências mútuas na sociedade. Além de rebater as declarações de Barroso, Kelmon aproveitou a oportunidade para enviar uma mensagem direta ao pastor Silas Malafaia, considerado o maior líder evangélico do Brasil na atualidade. O vídeo da entrevista concedida por padre Kelmon está disponível, onde ele expõe suas opiniões de forma eloquente e incisiva, defendendo a importância do papel da religião cristã na sociedade e na política brasileira. O embate entre diferentes visões políticas e religiosas continua a ser um tema de grande relevância no Brasil, especialmente à medida que o país se prepara para importantes eventos eleitorais. Enquanto alguns defendem uma separação estrita entre religião e política, outros argumentam a favor da influência positiva que a fé pode exercer sobre a sociedade e suas instituições.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado