O forte desabado de ex-diretor do Estadão contra postura antiprofissional de jornalistas O forte desabado de ex-diretor do Estadão contra postura antiprofissional de jornalistas O forte desabado de ex-diretor do Estadão contra postura antiprofissional de jornalistas Pular para o conteúdo principal
;

O forte desabado de ex-diretor do Estadão contra postura antiprofissional de jornalistas

No último dia 24 de março, Fernão Lara Mesquita, renomado ex-diretor do Grupo Estado, que edita o jornal O Estado de S.Paulo, lançou duras críticas contra a postura de jornalistas em uma entrevista exclusiva à Revista A Verdade. Mesquita, que tem uma longa história no campo da comunicação e é filho do também jornalista Ruy Mesquita, destacou a gravidade do cenário político brasileiro e acusou os profissionais de imprensa de agirem de maneira antiprofissional.
"A gente que ocupa as redações hoje não obedecem a lei básica do jornalismo", afirmou Mesquita, enfatizando que muitos jornalistas estão agindo como "usurpadores de mais um dos poderes da democracia" e contribuindo para sua destruição. Ele comparou essa postura à dos "ministros supremos que se dedicam a destruir a constituição", alegando que ambos são "bandidos a soldo de uma ditadura". As declarações de Mesquita ecoaram intensamente nas redes sociais, levantando debates acalorados sobre a ética e a responsabilidade dos profissionais de imprensa em um momento tão delicado para a democracia brasileira. Muitos internautas expressaram apoio às críticas do ex-diretor do Estadão, enquanto outros defenderam a importância do jornalismo independente e questionaram as generalizações feitas por Mesquita. Em resposta às acusações, algumas organizações de jornalismo destacaram a importância do respeito à liberdade de imprensa e à diversidade de opiniões, ressaltando que críticas construtivas são bem-vindas, mas generalizações excessivas podem prejudicar o debate público e enfraquecer a credibilidade da imprensa. No entanto, Mesquita manteve sua posição, argumentando que o atual cenário político exige uma postura mais firme por parte dos profissionais de imprensa. Ele instou os jornalistas a se manterem fiéis aos princípios do jornalismo ético e imparcial, em vez de se deixarem influenciar por interesses políticos ou econômicos. A controvérsia em torno das declarações de Mesquita reflete as tensões cada vez mais evidentes no campo da mídia e da política no Brasil. Em um momento de polarização extrema, as críticas à imprensa se tornaram uma questão central, com diferentes atores políticos e sociais buscando controlar a narrativa e desacreditar seus oponentes. Enquanto isso, a sociedade civil continua a pressionar por uma imprensa livre e responsável, capaz de cumprir seu papel fundamental na promoção da transparência, da accountability e do debate público saudável. A atuação dos jornalistas torna-se ainda mais crucial em meio a ameaças crescentes à democracia e ao estado de direito. À medida que o Brasil enfrenta desafios cada vez mais complexos, é essencial que a imprensa mantenha sua independência e integridade, resistindo a pressões externas e buscando sempre a verdade factual. Somente assim poderá cumprir sua missão de informar e educar a população, fortalecendo os fundamentos democráticos e contribuindo para um futuro mais justo e igualitário para todos os brasileiros.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado