Michelle Bolsonaro aciona STF contra Erika Hilton Michelle Bolsonaro aciona STF contra Erika Hilton Michelle Bolsonaro aciona STF contra Erika Hilton Pular para o conteúdo principal
;

Michelle Bolsonaro aciona STF contra Erika Hilton

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) contra a deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) por uma postagem nas redes sociais. A mulher do ex-presidente Jair Bolsonaro pede que a parlamentar explique um comentário no qual associou ela ao desaparecimento de um cachorro.
Em 2020, um funcionário da Presidência da República teria encontrado um animal abandonado nos fundos do Palácio do Planalto e a ex-primeira-dama teria manifestado interesse em adotar o cachorro, mas a família original identificou o cão por imagens divulgadas nas redes sociais. À época, o animal apelidado de Augusto Bolsonaro ficou doze dias junto às autoridades do governo federal antes de ser devolvido aos seus donos. “Isso ela já fez” Erika Hilton citou o caso ao criticar a concessão do título de cidadã honorária de São Paulo à ex-primeira-dama: “Não dá nem pra homenagear Michelle Bolsonaro por nunca ter sumido com o cachorro de outra família porque literalmente até isso ela já fez”, escreveu a deputada no X (antigo Twitter). “A interpelada tentou se utilizar ardilosamente do episódio acima narrado para insinuar suposta má-fé ou dolo na conduta da interpelante por ocasião do acolhimento do cão em sua residência, o que repise-se, jamais existiu. Tudo, com o intuito de difamar/ caluniar a interpelante. Agindo dessa maneira, a requerida, acaba atribuindo à interpelante fato criminoso sabidamente falso e passível de macular acintosamente sua reputação perante seus pares e a própria sociedade brasileira, visto que é pessoa pública”, diz trecho da petição inicial. Neste contexto, Michelle solicita esclarecimentos de Erika. O caso será relatado pelo ministro Luiz Fux. Com informações o Antagonista 

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado