Deputado faz esquerda "surtar" em plenário ao associar Lula a Marielle Deputado faz esquerda "surtar" em plenário ao associar Lula a Marielle Deputado faz esquerda "surtar" em plenário ao associar Lula a Marielle Pular para o conteúdo principal
;

Deputado faz esquerda "surtar" em plenário ao associar Lula a Marielle

No plenário da Câmara nesta terça-feira, deputados tanto governistas quanto de oposição se envolveram em um conflito após Éder Mauro (PL-PA) exibir um cartaz com a imagem de Domingos Brazão, suspeito de estar envolvido no assassinato de Marielle Franco, vinculando-o ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Durante a exibição, parlamentares como Talíria Petrone e Tarcísio Motta (ambos do PSOL-RJ) se envolveram em uma acalorada troca de palavras com Éder, resultando no rasgamento do cartaz quando ele deixou o púlpito e retornou ao plenário. Outros deputados de diferentes partidos intervieram para separar os colegas envolvidos no conflito. Com a situação fora de controle, o deputado Gilberto Nascimento (PSD-SP), que presidia a sessão, decidiu encerrar os trabalhos. Éder Mauro, em sua intervenção, afirmou que Brazão possui vínculos com Lula. Quem mandou matar Marielle era sim ligado a presidente. Acho que estou vendo uma camisa escrito Dilma 13. Diante desses fatos, quero saber onde os comunistas vao enfiar a língua deles. Está aqui, comunistas, quem mandou matar Marielle, o que vocês vão fazer agora? Vocês vão ter que arrumar outro defunto para atribuir a Bolsonaro, porque esse defunto é de vocês – disse o parlamentar. Mais cedo, Talíria discutiu com a deputada Julia Zanatta (PL-SC) durante a sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que pretendia decidir sobre a manutenção da prisão do deputado Chiquinho Brazão (União-RJ), nesta terça-feira. Julia Zanatta (PL-SC) afirmou que os governistas “deveriam pedir desculpas à família Bolsonaro por associações indevidas sobre o assassinato de Marielle Franco nos últimos anos”. A deputada também recomendou aos parlamentares do PSOL que “parassem de capitalizar em cima do corpo de Marielle”. Amiga pessoal da vereadora assassinada, Talíria reagiu e disse que a deputada deveria “lavar a boca” antes de citar Marielle, além de chamar Zanatta de “fascista”. A deputada desafiou Talíria a calar a sua boca. Os microfones precisaram ser cortados. Deputados pedem vista na CCJ Membros do partido Novo e do Republicanos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) solicitaram mais tempo para revisar o relatório que propôs a manutenção da detenção do deputado Chiquinho Brazão (União-RJ). Brazão, acusado de envolvimento no homicídio da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ganhou uma pausa para que os legisladores possam examinar o parecer elaborado por Darci de Mattos (PSD-SC). O pedido de prorrogação é válido por duas sessões, a partir desta quarta-feira, o que adia a possibilidade do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), levar a votação ao plenário ainda nesta semana. A justificativa para a solicitação de prorrogação foi de que o documento foi apresentado pouco antes do início da sessão, impossibilitando uma análise mais aprofundada das acusações e do relatório da Polícia Federal que embasou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Autor do pedido de vista, o deputado Gilson Marques (Novo-SC) disse que os deputados da base estavam “com pressa” para resolver a questão, o que gerou um embate com parlamentares do PSOL. Deputados do partido pelo qual Marielle se elegeu lembraram que familiares e amigos dela esperaram por seis anos por uma resolução do caso.
O pedido de Marques foi endossado por Roberto Duarte (Republicanos-AC), filiado ao Republicanos, partido que receberia a família Brazão e toda a bancada do União Brasil do Rio na próxima janela partidária. — O crime demorou seis anos para ser solucionado e tomaremos esta decisão em meia hora? Não tivemos tempo hábil para estudar o texto. Para que tanto afogadilho e pressa? — questionou o parlamentar do Novo. O relatório recomendava a manutenção da decisão de Alexandre de Moraes. “Considerando presentes os requisitos constitucionais do flagrante e da inafiançabilidade, além de estar adequadamente fundamentada, meu voto é pela preservação da eficácia da decisão proferida pelo ministro Alexandre de Moraes, referendada, à unanimidade, pela 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal”, diz trecho do documento protocolado na CCJ. Com informações de O Globo

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado