Colunista da Folha pede o "banimento" de bolsonaristas do Congresso e é bombardeado com 13 questões cruciais Colunista da Folha pede o "banimento" de bolsonaristas do Congresso e é bombardeado com 13 questões cruciais Colunista da Folha pede o "banimento" de bolsonaristas do Congresso e é bombardeado com 13 questões cruciais Pular para o conteúdo principal
;

Colunista da Folha pede o "banimento" de bolsonaristas do Congresso e é bombardeado com 13 questões cruciais

No último artigo publicado no renomado jornal Folha de S.Paulo, o militante de extrema-esquerda Celso Rocha de Barros, outrora filiado ao PT, clamou pelo banimento dos parlamentares alinhados ao presidente Jair Bolsonaro do Congresso Nacional. Barros argumentou veementemente que esses parlamentares representam uma ameaça à democracia brasileira e, portanto, deveriam ser proibidos de exercer suas funções legislativas. Ele propõe que esses políticos passem por uma espécie de "oitiva" sobre os depoimentos de generais e, até que isso aconteça, não devem sequer ter permissão para se comunicar com a imprensa. O colunista defende um processo de "depuração ideológica" para eliminar qualquer ameaça à democracia, sugerindo iniciar tal processo com os petistas e seus aliados. Para fundamentar sua posição, Barros apresentou treze perguntas, que ele considera cruciais, direcionadas aos parlamentares bolsonaristas:


1. Você acredita na legitimidade de uma revolução contra os 'burgueses', culminando no fim da propriedade privada e na instauração de uma ditadura socialista?


2. Você apoia as ditaduras chinesa, venezuelana e cubana?


3. Qual é a sua opinião sobre as ações de grupos como ALN e VAR-Palmares?


4. Você considera aceitável comprar parlamentares para votar com o governo, como ocorreu no escândalo do Mensalão?


5. Você concorda que o seu partido deva aceitar dinheiro desviado por construtoras e outras empresas?


6. Você acha correto apoiar com recursos políticos e financeiros a ditadura venezuelana?


7. Você considera que as determinações do Foro de São Paulo devem ser seguidas como política de Estado, como declarou Lula em um discurso oficial em 2007?


8. Você acredita na imposição de censura contra opositores políticos?


9. Você defende a perseguição e prisão de adversários políticos como uma estratégia para facilitar a vitória eleitoral?


10. Você acha que os ministros do Supremo Tribunal Federal devem ser aliados do partido?


11. Você concorda que membros do partido devem usar seus cargos para roubar em favor da organização?


12. Qual deve ser a posição do partido em relação ao PCC e outras organizações criminosas?


13. Você acredita que o terrorismo, como o praticado pelo Hamas, deve ser aceito como um método legítimo de luta política?


Essas perguntas foram propostas por Barros como uma maneira de expor o suposto radicalismo e anti-democracia dos parlamentares bolsonaristas. No entanto, a sugestão do colunista gerou controvérsias e críticas acaloradas por parte de diversos setores da sociedade, que acusam Barros de promover uma espécie de "caça às bruxas" e de desrespeitar os princípios democráticos. A discussão sobre a presença e a influência dos diferentes espectros ideológicos no Congresso Nacional continua a ser um tema central no debate político brasileiro.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado