Bolsonaro e Generais em risco de perder patentes militares e benefícios, segundo o Artigo 142 Bolsonaro e Generais em risco de perder patentes militares e benefícios, segundo o Artigo 142 Bolsonaro e Generais em risco de perder patentes militares e benefícios, segundo o Artigo 142 Pular para o conteúdo principal
;

Bolsonaro e Generais em risco de perder patentes militares e benefícios, segundo o Artigo 142


Uma reviravolta na carreira militar do ex-presidente Jair Bolsonaro e outros generais está sendo discutida após a suposta tentativa de golpe contra o Estado em 8 de janeiro de 2023, em Brasília. Segundo informações recentes, as consequências legais desse evento podem ser drásticas para os envolvidos. Conforme relatado pelo colunista da revista Veja, Robson Bonin, caso sejam condenados a penas superiores a dois anos de prisão, de acordo com o Artigo 142 da Constituição, eles correm o risco de perder suas patentes militares. O Artigo 142 da Constituição estabelece que um oficial só perderá o posto e a patente se for julgado indigno do oficialato ou com ele incompatível, por decisão de tribunal militar de caráter permanente, em tempo de paz, ou de tribunal especial, em tempo de guerra. Além disso, se um oficial for condenado na justiça comum ou militar a uma pena privativa de liberdade superior a dois anos, por sentença transitada em julgado, será submetido ao julgamento previsto no inciso anterior. Portanto, se Bolsonaro e outros militares envolvidos na suposta trama golpista forem condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a penas superiores a dois anos de prisão, estarão sujeitos a perder suas patentes, medalhas e todos os benefícios associados à carreira nas Forças Armadas. Esta notícia traz uma nova dimensão ao já conturbado cenário político e militar do Brasil. A possibilidade de perderem suas patentes militares representa não apenas uma punição individual para os envolvidos, mas também implicações significativas para a estrutura e a hierarquia das Forças Armadas. A suposta tentativa de golpe de 2023 continua sendo objeto de intensa especulação e debate, com diferentes interpretações sobre o que realmente aconteceu naquele dia. Enquanto alguns defendem a tese de uma conspiração para minar a democracia, outros alegam que se tratou de um mal-entendido ou até mesmo de uma fabricação política. Independentemente das opiniões divergentes, é inegável que as consequências legais desse episódio podem redefinir o futuro de importantes figuras políticas e militares do país. A perda das patentes militares representaria não apenas um golpe pessoal para os envolvidos, mas também um ponto de inflexão na história recente do Brasil.
À medida que o processo legal avança e as investigações prosseguem, resta aguardar para ver como essa saga se desenrolará e quais serão os desdobramentos finais dessa controversa questão. Enquanto isso, o país permanece em suspense, aguardando respostas e buscando entender o que realmente aconteceu naquele fatídico dia de janeiro de 2023.

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado