Acusações falsas de Janja escancaram a total desfaçatez do "jornalismo profissional" Acusações falsas de Janja escancaram a total desfaçatez do "jornalismo profissional" Acusações falsas de Janja escancaram a total desfaçatez do "jornalismo profissional" Pular para o conteúdo principal
;

Acusações falsas de Janja escancaram a total desfaçatez do "jornalismo profissional"

No cenário político brasileiro, as acusações voam tão rapidamente quanto as manchetes dos jornais. Recentemente, um episódio chamou a atenção: o presidente Lula e a primeira dama Janja, acusaram o ex-presidente Bolsonaro de roubar móveis e objetos do patrimônio do Palácio da Alvorada. Essas graves alegações foram amplamente divulgadas por diversos veículos de imprensa, sem uma devida verificação dos fatos. Um exemplo notável é o título de uma matéria que gerou muitos comentários: “Janja MOSTRA os danos que encontrou no Palácio da Alvorada”. Neste caso, a escolha das palavras não apenas sugeriu a acusação, mas a apresentou como um fato consumado. O que poderia ter sido uma reportagem investigativa se transformou, na realidade, em uma mera declaração de uma fonte com viés, sem a necessária checagem jornalística. Essa falta de rigor na apuração dos fatos não é apenas um descuido jornalístico, mas um reflexo de uma tendência preocupante no jornalismo contemporâneo. Quando um político de determinada corrente ideológica propaga uma falsidade, é prontamente rotulado como disseminador de desinformação, e a plataforma utilizada para divulgar tal informação é frequentemente chamada à responsabilidade. No entanto, quando o autor e o alvo da mentira mudam, subitamente as regras parecem ser diferentes. As acusações de roubo no Palácio da Alvorada são um lembrete claro dessa disparidade na abordagem jornalística. Em vez de investigar a fundo, muitos veículos simplesmente aceitaram as declarações de Lula e Janja como verdadeiras, sem buscar outras fontes, sem considerar o contexto da transição presidencial e sem examinar detalhes como a verba utilizada. Esse episódio destaca a necessidade urgente de um jornalismo responsável e imparcial, capaz de questionar todas as narrativas, independentemente de sua origem política. Em um momento em que a confiança na mídia está em declínio e as fake news se proliferam, é fundamental que os jornalistas ajam com diligência e integridade, para garantir que a verdade prevaleça sobre a desinformação, independentemente de quem sejam os protagonistas políticos envolvidos.Com informações Jornal da Cidade

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado