Á beira da falência gigante queridinha dos Shoppings pode ter o mesmo fim das Americanas Á beira da falência gigante queridinha dos Shoppings pode ter o mesmo fim das Americanas Á beira da falência gigante queridinha dos Shoppings pode ter o mesmo fim das Americanas Pular para o conteúdo principal
;

Á beira da falência gigante queridinha dos Shoppings pode ter o mesmo fim das Americanas

A rede de lanchonetes Subway encaminhou à Justiça de São Paulo na última segunda-feira (11) pedido de recuperação judicial no qual declara ter R$ 482 milhões em dívidas. O pedido foi apresentado por seu controlador, o grupo Southrock, que está em recuperação judicial desde o início de dezembro de 2023; a Subway havia sido excluída desse processo. Assim como aconteceu no caso da Starbucks – quando, em outubro de 2023, a interrupção das negociações com a dona da marca forçaram a apresentação do pedido de RJ do grupo –, uma notificação da proprietária norte-americana da Subway também forçou o pedido de proteção judicial da rede de lanchonetes. Segundo o pedido encaminhado à Justiça de São Paulo, um grupo de credores interrompeu as negociações e conversas e passou a exigir o pagamento imediato dos valores a que tinha direito. “Tal repentina mudança de postura [dos credores] fez com que a proprietária da marca norte-americana Subway notificasse as requerentes a respeito da rescisão do denominado Forbearance Agreement [acordo de tolerância]'”, diz o pedido dos advogados. Os representantes da companhia afirmam que a notificação fez cessar “importante fonte de receitas das requerentes e tornando necessária, ainda que indiretamente, a propositura do presente requerimento para viabilização de uma reestruturação organizada e uniforme”. Esse acordo de tolerância havia sido fechado para que a Southrock pudesse continuar atuando como franqueadora master da Subway no Brasil até que uma transição pudesse ser organizada. Ainda antes do pedido de RJ já se falava em um novo controlador para as atividades da Subway no Brasil. Os advogados da companhia pediram que o processo da Subway seja dependente da ação principal. O juiz Adler Batista Oliveira Nobre, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, ainda não decidiu sobre o tema -ele pediu que o administrador judicial se manifeste primeiro. Inicialmente, a Subway não foi incluída no pedido de proteção feito pelo grupo Southrock no fim de outubro. Na recuperação judicial estão outras marcas da empresa: T.G.I. Friday’s e BAR -Brazil Airport Restaurants (que opera a franquia da Starbucks e de outras marcas em aeroportos de São Paulo, Rio, Brasília e Florianópolis). O centro gastronômico Eataly chegou a ser incluído no pedido inicial de RJ, mas os controladores pediram sua retirada. No pedido da última segunda, os advogados do grupo dizem que a rede de lanchonetes não foi incluída na RJ das demais empresas dos grupo porque àquela época havia “postura colaborativa” por parte relevante dos credores financeiros. A crise da rede, dizem os representantes da empresa, vem da pandemia e de uma recuperação lenta do grupo. No caso da Subway, a Southrock diz que sua atuação está “limitada à condição de franqueadora da marca Subway no Brasil, de modo que a atividade é desenvolvida pelos próprios franqueados.” Apesar das condições atuais, o grupo defende que a crise é momentânea e “plenamente possível de ser resolvida”. Na avaliação do advogado Gabriel de Britto Silva, especializado em direito empresarial, a probabilidade de reorganização econômico-financeira da rede se deteriorou diante da desconfiança de credores e da detentora da marca. Com informações Valor Investe

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado