Lula conseguiu “apequenar” reunião do G20 Lula conseguiu “apequenar” reunião do G20 Lula conseguiu “apequenar” reunião do G20 Pular para o conteúdo principal
;

Lula conseguiu “apequenar” reunião do G20


Os ministros das relações exteriores das principais economias globais se encontrarão nesta quarta e quinta-feira (21 e 22 de fevereiro) no Rio de Janeiro, marcando o primeiro grande evento do G20 sob a presidência brasileira. A crescente tensão entre Brasil e Israel é esperada para influenciar as discussões e declarações públicas das autoridades presentes.


O evento, programado para acontecer na Marina da Glória, contará com representantes de todos os membros do G20, incluindo África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia, União Africana e União Europeia.

Durante o seu período à frente do G20, o Brasil definiu três temas prioritários: inclusão social e combate à fome e à pobreza, promoção do desenvolvimento sustentável e reforma das instituições de governança global.


Embora a intenção brasileira para o encontro no Rio fosse focar na reforma da governança global, um destaque inesperado surgiu na véspera do evento, com a atenção internacional voltada para a tensão com Israel. No domingo (18 de fevereiro de 2024), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comparou os ataques israelenses na região ao extermínio de judeus promovido por Adolf Hitler (1889-1945) durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Na terça-feira (20 de fevereiro de 2024), o ministro de Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, mais uma vez exigiu um pedido de desculpas do presidente brasileiro pela declaração que equiparou os ataques de Israel na Faixa de Gaza ao extermínio de judeus promovido por Adolf Hitler durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).


Em seu perfil no X (ex-Twitter), o chanceler subiu o tom e disse que a declaração de Lula é “um cuspe no rosto dos judeus brasileiros”. Declarou que não é tarde para que o presidente “aprenda História” e “peça desculpas”.

“Milhões de judeus em todo o mundo estão à espera do seu pedido de desculpas. Como ousa comparar Israel a Hitler? É necessário lembrar ao senhor o que Hitler fez?”, disse Katz.

Pimenta classificou a fala de Katz como notícia falsa: “O chanceler de Israel, Israel Katz, distribui conteúdo falso atribuindo ao Presidente Lula opiniões que jamais foram ditas por ele. Em nenhum momento o presidente fez críticas ao povo judeu, tampouco negou o Holocausto. Lula condena o massacre da população civil de Gaza promovido pelo governo de extrema-direita de Netanyahu, que já matou mais de 30.000 palestinos, entre eles, 10.000 crianças.”


Entenda na linha do tempo abaixo:

  • 18.fev.2024 – Lula compara os ataques de Israel às ações de Hitler contra judeus;
  • 18.fev.2024 – Benjamin Netanyahu critica Lula e classificou sua fala como “vergonhosa”;
  • 19.fev.2024 – ministro de Relações Exteriores de Israel declara Lula “persona non grata” e constrange publicamente embaixador do Brasil no país, Fred Meyer, ao levá-lo para o Museu do Holocausto de Jerusalém;
  • 19.fev.2024 – Brasil chama embaixador Fred Meyer de volta ao país;
  • 19.fev.2024 – ministro de Relações Exteriores do Brasil diz em reunião com embaixador de Israel que Meyer foi humilhado;
  • 19.fev.2024 – no Planalto, avaliação é a de que Lula não pedirá desculpas;
  • 20.fev.2024 – ministro de Relações Exteriores de Israel volta a pedir retratação de Lula e diz que fala do presidente é um “cuspe no rosto dos judeus brasileiros”.

Com informações de Poder 360

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado