Tarcísio prepara surpresa nada agradável para os mais de 600 mil cargos do funcionalismo paulista Tarcísio prepara surpresa nada agradável para os mais de 600 mil cargos do funcionalismo paulista Tarcísio prepara surpresa nada agradável para os mais de 600 mil cargos do funcionalismo paulista Pular para o conteúdo principal

Tarcísio prepara surpresa nada agradável para os mais de 600 mil cargos do funcionalismo paulista

A lei sancionada pelo governo Tarcísio de Freitas logo antes da virada do ano, reduzindo em 20% o número de cargos de comissão e funções de confiança na administração paulista, foi o primeiro passo de um plano maior.

O site CNN apurou que o governo planeja agora um pente-fino completo em todo o funcionalismo paulista.


A promessa é aumentar a eficiência da máquina estatal e também identificar sobreposições, corrigir salários inadequados à função e detectar eventuais irregularidades no preenchimento de cargos públicos.

O plano tem por objetivo, por exemplo:

  • Corrigir distorções salariais provocadas por benefícios e adicionais injustificados, os chamados “penduricalhos”.
  • Ou ainda mapear servidores cedidos a áreas que nada têm a ver com suas atribuições.
  • E também nivelar aqueles servidores que hoje exercem a mesma função, mas possuem salários e condições de trabalho diferentes.
Inicialmente, esse esforço será concentrado nos mesmos cargos de comissão e confiança reestruturados na virada do ano. Mas a ideia é estender esse mapeamento a todo o funcionalismo.

“O governo fará um grande recenseamento de concursados e comissionados, para entender exatamente o que cada um faz e encontrar formas de melhorar a eficiência do serviço prestado à população”, disse à CNN o secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Lima. A pasta será responsável por coordenar todo o plano de reorganização administrativa.

Alteração

A lei que foi sancionada por Tarcísio alterou toda a estrutura de cargos comissionados e resultou na extinção definitiva de cerca de 5 mil cargos que estavam vagos na administração paulista. Só que a nova regra não eliminou somente essas posições.


Na prática, todos os 26.991 cargos de comissão e confiança da estrutura anterior deixaram de existir e outros 21.592 foram criados em substituição.

Isso significa que cada comissionado terá de se apresentar para ser reinserido nesse novo organograma. Assim, o governo espera adequar a estrutura de cada secretaria e órgão público, além de identificar e corrigir as distorções já mencionadas.

Para que a reorganização alcance todos os 600 mil servidores do estado, o governo espera atualizar o aplicativo que já é utilizado na gestão do funcionalismo, de forma a permitir uma espécie de recadastramento digital.Críticas da oposição


Anunciada pelo governo paulista como uma “modernização administrativa”, a lei que reformulou a estrutura de cargos comissionados foi alvo de críticas da oposição.

Líderes petistas na Assembleia paulista dizem que há pouca clareza sobre como se dará a regulamentação da nova lei, apontando o risco de aumento de despesas com remuneração e benefícios em cargos comissionados.

O governo rechaça veementemente essa tese e afirma que a reformulação nas posições de comissão resultará em uma folha com custo de R$ 44 milhões, uma economia de quase R$ 10 milhões em relação aos R$ 54 milhões que seriam absorvidos se fossem preenchidos todos os cargos e funções existentes antes da reformulação.

CNN
VOCÊ PODE NOS AJUDAR COM DOAÇÕES DE QUALQUER VALOR ATRAVÉS DO PIX:EMAIL:JORNALDADIREITAONLINE@OUTLOOK.COM

Postagens mais visitadas deste blog

Gigante atacadista fechará suas últimas 24 lojas e encerrará suas atividades no Brasil

A rede atacadista Makro encerrará suas atividades no Brasil, fechando as últimas 24 lojas ainda em atividade no país. Foram 50 anos de história em solo brasileiro, ultrapassando a marca de 50 lojas espalhadas por vários estados. Nos últimos anos, a empresa repassou 30 lojas para o Atacadão, captando R$ 1,95 bilhão com a venda. Agora, a empresa contratou o Santander para encontrar um comprador para as lojas remanescentes e espera obter R$ 2 bilhões, de acordo com o Estadão. A rede Makro é administrada pelo grupo holandês SHV que desistiu de competir com outras redes atacadistas disponíveis no Brasil. Além desta razão, segundo a reportagem, é que a matriz já deixou de atuar como varejista na Europa há mais de 20 anos e também está encerrando suas lojas na Ásia e na África. Pleno News

Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau: “Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, vagabundos”; ASSISTA AO VÍDEO

O velório das quatro crianças que morreram no ataque à creche em Blumenau ocorre ao longo desta quinta-feira (6), na cidade catarinense.  Durante uma entrada ao vivo do repórter Felipe Sales na TV Globo em frente ao cemitério, um homem interrompeu a transmissão. “O sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, seus vagabundos”, disse, batendo palmas ao lado do repórter. Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau e dispara: ‘Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês’ #GloboLixo pic.twitter.com/xfW7xnxPWl — SAM - The Detective of ZV 🕵🏻‍♂️ (@Samhds2) April 6, 2023

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n