Rombo nas contas públicas em 2023 foi o segundo maior já registrado Rombo nas contas públicas em 2023 foi o segundo maior já registrado Rombo nas contas públicas em 2023 foi o segundo maior já registrado Pular para o conteúdo principal

Rombo nas contas públicas em 2023 foi o segundo maior já registrado

O governo encerrou o ano passado com o segundo maior déficit nas contas públicas já registrado, conforme revelado pelo Tesouro Nacional nesta segunda-feira, 29. O déficit primário, que representa a diferença entre as receitas e despesas do governo, excluindo os juros da dívida pública, atingiu R$ 230,5 bilhões, equivalente a 2,1% do PIB. No ano anterior, houve um superávit de R$ 54,1 bilhões, considerado uma exceção.

O aumento significativo do déficit em 2023 pode ser atribuído à antecipação do pagamento de precatórios, totalizando R$ 92,3 bilhões, como explicado pelo secretário do Tesouro, Rogério Ceron. Ele destacou que, sem esse pagamento, o déficit teria sido de R$ 138,1 bilhões, ou 1,27% do PIB.

A meta fiscal ajustada para 2023 permitia um déficit primário de até R$ 213,6 bilhões nas contas do Governo Central. Apesar das projeções iniciais, a equipe técnica da Fazenda já considerava um déficit em torno de 1,3% do PIB, aproximadamente R$ 142 bilhões.

Mesmo com os desafios financeiros, o governo enfrentará o objetivo de zerar o déficit em 2024, conforme estipulado pelo novo arcabouço fiscal que substituiu a regra do teto de gastos. O mercado financeiro, entretanto, prevê dificuldades para atingir essa meta, sugerindo uma possível reformulação da mesma.

Rogério Ceron acredita que, apesar do segundo pior resultado da série histórica, o déficit indica o início de uma recuperação fiscal. Ele destacou que, durante o mandato de Jair Bolsonaro, de janeiro de 2019 a dezembro de 2022, a média anual do déficit primário foi de R$ 263,2 bilhões, o que sugere uma melhora em relação aos anos anteriores. 

O equilíbrio orçamentário é crucial para reduzir a dívida pública e impacta a inflação, os juros e a atração de investimentos. No entanto, desde 2013, o país tem convivido com déficits nas contas, com exceção do superávit extraordinário registrado em 2022.

Com informações de Estadão
VOCÊ PODE NOS AJUDAR COM DOAÇÕES DE QUALQUER VALOR ATRAVÉS DO PIX:EMAIL:JORNALDADIREITAONLINE@OUTLOOK.COM

Postagens mais visitadas deste blog

Gigante atacadista fechará suas últimas 24 lojas e encerrará suas atividades no Brasil

A rede atacadista Makro encerrará suas atividades no Brasil, fechando as últimas 24 lojas ainda em atividade no país. Foram 50 anos de história em solo brasileiro, ultrapassando a marca de 50 lojas espalhadas por vários estados. Nos últimos anos, a empresa repassou 30 lojas para o Atacadão, captando R$ 1,95 bilhão com a venda. Agora, a empresa contratou o Santander para encontrar um comprador para as lojas remanescentes e espera obter R$ 2 bilhões, de acordo com o Estadão. A rede Makro é administrada pelo grupo holandês SHV que desistiu de competir com outras redes atacadistas disponíveis no Brasil. Além desta razão, segundo a reportagem, é que a matriz já deixou de atuar como varejista na Europa há mais de 20 anos e também está encerrando suas lojas na Ásia e na África. Pleno News

Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau: “Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, vagabundos”; ASSISTA AO VÍDEO

O velório das quatro crianças que morreram no ataque à creche em Blumenau ocorre ao longo desta quinta-feira (6), na cidade catarinense.  Durante uma entrada ao vivo do repórter Felipe Sales na TV Globo em frente ao cemitério, um homem interrompeu a transmissão. “O sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, seus vagabundos”, disse, batendo palmas ao lado do repórter. Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau e dispara: ‘Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês’ #GloboLixo pic.twitter.com/xfW7xnxPWl — SAM - The Detective of ZV 🕵🏻‍♂️ (@Samhds2) April 6, 2023

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n