O plano macabro de Haddad para atingir o prometido déficit fiscal zero em 2024 O plano macabro de Haddad para atingir o prometido déficit fiscal zero em 2024 O plano macabro de Haddad para atingir o prometido déficit fiscal zero em 2024 Pular para o conteúdo principal

O plano macabro de Haddad para atingir o prometido déficit fiscal zero em 2024


O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou nesta quinta-feira, 28, medidas com a intenção de aumentar a arrecadação do governo federal e cumprir sua promessa para o ano novo: o déficit fiscal zero.

Entre elas está a volta de alguns tributos para empresas de eventos contempladas pelo Perse (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos); uma limitação para o que as empresas podem compensar de um ano para o outro; e uma reoneração gradual e parcial da olha de pagamentos, dependendo do setor.

O anúncio foi feito em Brasília. Haddad disse que as medidas “vão ajudar para que indicadores macroeconômicos convirjam para o que a equipe econômica quer”.

O governo quer regulamentar compensações judiciais das empresas, estabelecendo a limitação a um teto de 30% do crédito total das compensações tributárias.

Outra medida é a mudança do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos. O governo quer retomar alguns tributos. Em 2025, outros impostos extintos retornariam.

Haddad também afirmou que está sendo encaminhada ao Congresso Nacional uma proposta de reoneração gradual dos setores que contam com a desoneração da folha.

Segundo o ministro, não necessariamente haverá uma volta da cota patronal de 20%. Ele afirmou que alguns setores podem ter alíquotas menores do que esse valor.

A medida também isentaria a cota patronal do primeiro salário mínimo que o trabalhador celetista receber.

Desoneração

O Congresso Nacional aprovou neste ano o projeto que prorroga até 2027 a redução de impostos aos 17 setores que mais empregam no país. Lula havia vetado a proposta para atender a uma demanda de Haddad, em meio aos esforços fiscais do governo para cumprir a prometida meta de zerar o déficit primário no ano que vem.

O projeto da desoneração permite às empresas dos setores beneficiados pagarem alíquotas de 1% a 4,5% sobre a receita bruta, em vez de 20% sobre a folha de salários. Entre os setores incluídos na proposta estão as áreas de transportes, indústria têxtil e de confecções, calçados, couro, proteína animal, veículos, informática, infraestrutura de telecomunicações, comunicação, construção civil.


Na prática, os setores desonerados pagam alíquotas de até 4,5% sobre a receita bruta, em vez de 20% de contribuição sobre a folha de salários para a Previdência Social.

O impacto da desoneração para o governo federal chega a 18 bilhões de reais. A medida impacta empresas que contratam diretamente 8,9 milhões de pessoas.

O Antagonista

Postagens mais visitadas deste blog

Gigante atacadista fechará suas últimas 24 lojas e encerrará suas atividades no Brasil

A rede atacadista Makro encerrará suas atividades no Brasil, fechando as últimas 24 lojas ainda em atividade no país. Foram 50 anos de história em solo brasileiro, ultrapassando a marca de 50 lojas espalhadas por vários estados. Nos últimos anos, a empresa repassou 30 lojas para o Atacadão, captando R$ 1,95 bilhão com a venda. Agora, a empresa contratou o Santander para encontrar um comprador para as lojas remanescentes e espera obter R$ 2 bilhões, de acordo com o Estadão. A rede Makro é administrada pelo grupo holandês SHV que desistiu de competir com outras redes atacadistas disponíveis no Brasil. Além desta razão, segundo a reportagem, é que a matriz já deixou de atuar como varejista na Europa há mais de 20 anos e também está encerrando suas lojas na Ásia e na África. Pleno News

Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau: “Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, vagabundos”; ASSISTA AO VÍDEO

O velório das quatro crianças que morreram no ataque à creche em Blumenau ocorre ao longo desta quinta-feira (6), na cidade catarinense.  Durante uma entrada ao vivo do repórter Felipe Sales na TV Globo em frente ao cemitério, um homem interrompeu a transmissão. “O sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, seus vagabundos”, disse, batendo palmas ao lado do repórter. Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau e dispara: ‘Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês’ #GloboLixo pic.twitter.com/xfW7xnxPWl — SAM - The Detective of ZV 🕵🏻‍♂️ (@Samhds2) April 6, 2023

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n