Homem estupra e mata menina de 4 anos no Rio de Janeiro Homem estupra e mata menina de 4 anos no Rio de Janeiro Homem estupra e mata menina de 4 anos no Rio de Janeiro Pular para o conteúdo principal

Homem estupra e mata menina de 4 anos no Rio de Janeiro

O corpo da menina Kemilly Hadassa Silva, de 4 anos, que estava desaparecida desde o último sábado (9), em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foi encontrado neste domingo (10) escondido em um saco de ração nas proximidades da casa do primo dela, Reynaldo Rocha Nascimento, que foi preso pelo estupro e morte da criança. Na delegacia, ele confessou os crimes.

Os investigadores apontam que a menina teria sido morta ainda na madrugada de sábado, após ser levada de casa.
Neste domingo, Reynaldo foi localizado pela polícia após ter sido agredido por vizinhos. Antes do crime, a mãe de Hadassa deixou a filha sozinha em casa com outros dois irmãos, de 7 e 8 anos de idade, e foi para uma festa. Quando voltou, ela não encontrou mais a filha.

Após procurar sem sucesso na casa de parentes e amigos, a mãe buscou ajuda da Polícia Civil para achar a filha. Durante o trabalho da perícia, foram encontrados vestígios de sangue na casa da família de Reynaldo, que, após ser agredido pelos vizinhos de Hadassa, foi conduzido à delegacia para esclarecer o caso. Aos agentes, ele confessou os crimes e disse onde o corpo estava.

De acordo com a polícia, o homem contou que havia retirado a menina de casa, pois sabia que ela estaria sozinha. Reynaldo também disse que, após ter estuprado Hadassa, ela começou a chorar. Para evitar ser descoberto, ele chegou a começar a cortar seu pescoço, mas voltou atrás e a enforcou. Depois, escondeu o corpo da criança em um saco de ração e a jogou em um valão.

Pleno News
VOCÊ PODE NOS AJUDAR COM DOAÇÕES DE QUALQUER VALOR ATRAVÉS DO PIX:EMAIL:JORNALDADIREITAONLINE@OUTLOOK.COM

Postagens mais visitadas deste blog

Gigante atacadista fechará suas últimas 24 lojas e encerrará suas atividades no Brasil

A rede atacadista Makro encerrará suas atividades no Brasil, fechando as últimas 24 lojas ainda em atividade no país. Foram 50 anos de história em solo brasileiro, ultrapassando a marca de 50 lojas espalhadas por vários estados. Nos últimos anos, a empresa repassou 30 lojas para o Atacadão, captando R$ 1,95 bilhão com a venda. Agora, a empresa contratou o Santander para encontrar um comprador para as lojas remanescentes e espera obter R$ 2 bilhões, de acordo com o Estadão. A rede Makro é administrada pelo grupo holandês SHV que desistiu de competir com outras redes atacadistas disponíveis no Brasil. Além desta razão, segundo a reportagem, é que a matriz já deixou de atuar como varejista na Europa há mais de 20 anos e também está encerrando suas lojas na Ásia e na África. Pleno News

Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau: “Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, vagabundos”; ASSISTA AO VÍDEO

O velório das quatro crianças que morreram no ataque à creche em Blumenau ocorre ao longo desta quinta-feira (6), na cidade catarinense.  Durante uma entrada ao vivo do repórter Felipe Sales na TV Globo em frente ao cemitério, um homem interrompeu a transmissão. “O sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, seus vagabundos”, disse, batendo palmas ao lado do repórter. Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau e dispara: ‘Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês’ #GloboLixo pic.twitter.com/xfW7xnxPWl — SAM - The Detective of ZV 🕵🏻‍♂️ (@Samhds2) April 6, 2023

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n