Silvio Almeida: ‘Rio de Janeiro precisa de atenção especial para os direitos humanos’ Silvio Almeida: ‘Rio de Janeiro precisa de atenção especial para os direitos humanos’ Silvio Almeida: ‘Rio de Janeiro precisa de atenção especial para os direitos humanos’ Pular para o conteúdo principal
;

Silvio Almeida: ‘Rio de Janeiro precisa de atenção especial para os direitos humanos’

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, afirmou nesta quarta-feira (1º) que o estado do Rio de Janeiro precisa de uma atenção especial quando o assunto é garantia dos direitos humanos.


A declaração foi dada no dia seguinte à participação do ministro em uma série de reuniões preparatórias para a Caravana dos Direitos Humanos no estado.

“O Rio de Janeiro, pela importância que tem, pelos problemas que encerra, merece uma atenção toda especial, embora, em outros lugares do Brasil, nós tenhamos também problemas muito sérios de segurança pública e em relação ao sistema carcerário, mas acho que o Rio de Janeiro merece uma atenção especial por tudo que significa para o Brasil”, disse à Agência Brasil.

A Caravana dos Direitos Humanos é um projeto do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania e da Cidadania (MDHC) que percorre o país com a missão de avaliar questões como superlotação, violações de direitos humanos e condições carcerárias em presídios e unidades do sistema socioeducativo. A iniciativa atende a uma resolução da Corte Interamericana de Direitos Humanos, de 2018, que determina que o Estado brasileiro combata violações e garanta direitos humanos em presídios.

Na terça-feira (31), Almeida se reuniu com o governador do estado, Cláudio Castro, e com representantes de Defensoria Pública e do Comitê Estadual e Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura.

“Foi muito boa a reunião porque ficou demonstrado uma abertura do governo do estado, e por parte da Defensoria Pública, para que nós possamos realizar as caravanas e propor também uma parceria para resolver os problemas que existem no sistema carcerário do Rio de Janeiro”, avaliou.


Além de acompanhar a situação em penitenciárias, a caravana procura identificar dificuldades para construir caminhos colaborativos para superação das violações de direitos humanos. Desde agosto, quando foi lançada, a comitiva passou por Vitória e Recife.

O ministro participou, nesta quarta-feira, da assinatura de um acordo de cooperação técnica entre o MDHC e a Petrobras para promoção de governança em direitos humanos na estatal.

Por meio da parceria, prevista para durar 2 anos, o ministério vai atuar como órgão consultivo e fazer recomendações para aprimorar práticas de defesa, garantia, promoção e não violação aos direitos humanos.

“A Petrobras tem a força para puxar todo o processo em que, falar de empresas e direitos humanos, falar direitos humanos e desenvolvimento, se torne a tônica praticada no Brasil. Se tem uma empresa que pode fazer isso no Brasil, é a Petrobras”, declarou o ministro.

A iniciativa vai abranger também a relação da Petrobras com outras instituições, com fornecedores e empresas responsáveis pela mão de obra terceirizada.

Na cerimônia, a diretora de Assuntos Corporativos da Petrobras, Clarice Coppetti, lembrou que a estatal já adota iniciativas que promovem os direitos humanos, inclusão e diversidade.

“A assinatura, hoje, desse acordo, vem nos fortalecer ainda mais e nos dar caminhos”, disse. “Quando a Petrobras se mexe, o Brasil se mexe”, completou.

Parceria semelhante como o acordo assinado nesta quarta-feira já foi feita entre o MDHC e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e o ministério pretende estender para outros bancos públicos.

Gazeta Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado