Deu ruim: Policial corrupto tem castigo imediato determinado por Tarcísio Deu ruim: Policial corrupto tem castigo imediato determinado por Tarcísio Deu ruim: Policial corrupto tem castigo imediato determinado por Tarcísio Pular para o conteúdo principal
;

Deu ruim: Policial corrupto tem castigo imediato determinado por Tarcísio

Governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas determinou a perda de cargo público e cassou a aposentadoria do investigador-chefe da Polícia Civil José Márcio Areda. O policial foi condenado por corrupção, após se envolver com a exploração de máquinas de caça-níqueis na região da Baixada Santista.


No julgamento, um homem condenado por realizar sequestros para o PCC depôs contra Areda, confirmando as denúncias que haviam sido feitas pelo Ministério Público de São Paulo.

Na Polícia Civil, Areda atuava na cidade de Santos, no litoral paulista, e era chefe dos investigadores do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter-6). Ele foi condenado em 2015.

As suspeitas do MPSP, contudo, começaram ainda em 2008, quando o investigador e sua esposa, então com 22 anos, gastaram R$ 1,7 milhão na compra de um apartamento de luxo em Santos.

O salário de Areda na época era de R$ 2,5 mil, mesmo valor do condomínio do imóvel. O investigador acabou denunciado em 2008 por enriquecimento ilícito e lavagem de dinheiro.

De acordo com a denúncia, antes de comprar o apartamento de luxo, Areda já havia gastado quase R$ 700 mil em outros imóveis, sempre usando a esposa, servidora da prefeitura de São Vicente, como “laranja”. Areda se aposentou da Polícia Civil em 2014 e, em 2015, foi condenado a 10 anos de reclusão e 1 ano de detenção por lavagem de dinheiro e crimes contra a administração.

Areda chegou a recorrer da decisão no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). A apelação foi negada em setembro de 2022. Com o fim do recurso, Tarcísio de Freitas determinou a perda de cargo público de Areda.


Metrópoles/Paulo Cappelli

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado