BOMBA: Influenciador de esquerda revela financiamento do Youtube para falar mal de Bolsonaro nas eleições, (Veja o Vídeo) BOMBA: Influenciador de esquerda revela financiamento do Youtube para falar mal de Bolsonaro nas eleições, (Veja o Vídeo) BOMBA: Influenciador de esquerda revela financiamento do Youtube para falar mal de Bolsonaro nas eleições, (Veja o Vídeo) Pular para o conteúdo principal
;

BOMBA: Influenciador de esquerda revela financiamento do Youtube para falar mal de Bolsonaro nas eleições, (Veja o Vídeo)

Ao responder críticas de outros youtubers de esquerda sobre sua visão política, o influencer e escritor, Henry Bugalho, disse que o grupo que ficou conhecido como “Youtubers pela Democracia”, do qual participou durante o período eleitoral do ano passado, recebeu financiamento de fundações para produzir conteúdo contra o ex-presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL).


“Era uma parceria entre o Youtube e também algumas fundações que iam financiar por alguns meses alguns canais importantes para gerar conteúdo pró-democracia, contra os arroubos autoritários do Bolsonaro. Era um projeto para defender as eleições no Brasil, para defender a urna eletrônica, para defender a lisura das eleições, para confrontar o discurso golpista, para confrontar manifestantes golpistas acampados nas frentes dos Exércitos. Ou seja, era para falar sobre a democracia concreta no Brasil e como ela estava em risco diante do Bolsonaro”, disse Bugalho em um vídeo publicado em seu canal no Youtube.

De acordo com Bugalho, o grupo era composto por cerca de 10 canais de influenciadores da esquerda.

Ainda, segundo o youtuber, ele e os outros participantes do grupo receberam “uma grana importante” para participar do projeto.

Publicado na segunda-feira (13), o vídeo resposta de Henry Bugalho, em que ele inicia falando do seu trabalho dentro da esquerda, é uma reação aos comentários de outros dois youtubers do canal Galãs Feios, Helder Maldonado e Cesar Calejon, que criticaram Bugalho por ele confrontar outros influencers de esquerda.

Bugalho ainda disse ser contra o autoritarismo, seja ele de direita ou de esquerda, reclamou de tentativas de cancelamento que sofre na internet e afirmou que defende um modelo democrático progressista, diferente de alas da esquerda que pregam uma “ruptura”.

Após a publicação do vídeo de Bugalho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) disse que denunciará, na Câmara, o financiamento revelado pelo influencer.

Procurado pela Gazeta do Povo, Henry Bugalho disse que por estar de férias não viu a publicação do deputado e provocou: “Se ele for um deputado comprometido com a lisura da democracia brasileira, poderia começar denunciando o próprio pai”.

Sobre o programa “Youtubers pela Democracia”, Bugalho disse que tratou-se de um projeto que “visava defender o processo e os valores democráticos, incluindo a independência dos poderes, a segurança das urnas eletrônicas e a idoneidade da eleições no Brasil, pontos que o pai do (deputado) Eduardo sempre atuou para corroer e prejudicar, isto desde antes de ocupar o cargo da presidência, e, uma vez no Executivo, que ele atacou de maneira frontal, de forma direta ou indireta, usando recursos públicos, organizando motociatas como forma de campanha eleitoral ilegal ou através da PRF tentado impedir que eleitores chegassem às zonas eleitorais, bem como usando canais oficiais para questionar a credibilidade das urnas eletrônicas e para instigar um movimento golpista que faria com que centenas de brasileiros invadissem as sedes dos 3 poderes em Brasília, tornando-os réus em investigações criminais”.

No final da tarde desta sexta-feira (7), o advogado e ex-assessor de Jair Bolsonaro (PL), João Henrique Nascimento de Freitas, divulgou nota informando que "serão adotadas medidas formais para que sejam esclarecidas as afirmações de Henry Bugalho, influenciador que admitiu ter recebido, com outros youtubers e um determinado comediante, finaciamento por meio de uma 'grana importante' para atacar o presidente Jair Bolsonaro nas eleições".


Gazeta do Povo

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado