Bolsonaro sofre traição e vê deputada do PL homenagear Dino Bolsonaro sofre traição e vê deputada do PL homenagear Dino Bolsonaro sofre traição e vê deputada do PL homenagear Dino Pular para o conteúdo principal
;

Bolsonaro sofre traição e vê deputada do PL homenagear Dino

O ex-presidente Jair Bolsonaro sofreu uma traição dentro do próprio partido, o PL. Uma das principais figuras da legenda no Ceará, a deputada Marta Gonçalves decidiu homenagear ninguém menos do que o ministro da Justiça e Segurança Pública de Lula, Flávio Dino.


Mais que um adversário político, Dino é visto como um arqui-inimigo o senador Flávio Bolsonaro já chegou a acionar a Procuradoria-Geral da República pedindo apuração sobre suposta interferência do ministro nas investigações da Polícia Federal sobre o 8 de Janeiro.

O requinte de crueldade de Marta Gonçalves com Bolsonaro não para por aí. A parlamentar é casada com o presidente estadual do PL, Acilon Gonçalves, seu padrinho político e atual prefeito de Eusébio.

Eleita para a Assembleia Legislativa do Ceará (Alece) com 112 mil votos, Marta Gonçalves decidiu assinar projeto de lei que “concede o título de cidadão cearense ao ministro Flávio Dino”. A proposta, cheia de elogios ao ministro de Lula, é de iniciativa de Romeu Aldigueri, do PDT.


À exceção de Marta, os outros três deputados do PL na Alece não apoiaram o texto em homenagem a Dino, que acumula 29 assinaturas das 46 possíveis.

Para se ter uma ideia da ojeriza de Bolsonaro a Flávio Dino, senadores ligados ao ex-presidente têm feito campanha nos bastidores para que Jorge Messias, advogado-geral da União e petista de carteirinha, seja indicado por Lula ao STF em vez do ministro da Justiça.

A infidelidade a Bolsonaro no Ceará já fez um parlamentar ser expulso do partido. O deputado federal Yuri do Paredão foi enxotado pelo presidente nacional da sigla, Valdemar da Costa Neto, após fazer o “L” de Lula na inauguração de uma obra, em caso revelado pela coluna.

“Dino tem notável carreira política”

O texto assinado por Marta Gonçalves é uma ode à carreira do ministro da Justiça de Lula. “Flávio Dino carrega consigo uma notável carreira política e jurídica no panorama brasileiro.

Antes de sua nomeação como Ministro da Justiça e Segurança Pública, desempenhou papéis significativos como Juiz Federal e Governador do Maranhão, sempre evidenciando seu compromisso com a justiça”, diz trecho do projeto de lei de autoria de Aldigueri.

A homenagem não para por aí: “No Ministério da Justiça e Segurança Pública, sua gestão tem se caracterizado por ações que visam à atualização das políticas de segurança, ao enfrentamento da criminalidade e à salvaguarda dos direitos fundamentais.

Ademais, Flávio Dino tem promovido diálogos construtivos com os estados, especialmente o Ceará, buscando soluções integradas e eficazes para os desafios da segurança pública no país”.

“Merece destaque sua atenção voltada ao Nordeste, consolidando parcerias e implementando medidas que favorecem diretamente o povo cearense. Como, por exemplo, a entrega de 17 viaturas para a Patrulha Maria da Penha, reforçando a proteção de mulheres vítimas de violência.

E a entrega de 120 armas ao governo estadual. A outorga deste título, a ser comemorada em uma Sessão Solene do Legislativo Estadual, vai além de um mero ato cerimonial, simbolizando uma genuína expressão de respeito e gratidão do povo cearense pela dedicação do Ministro Flávio Dino.”

Um caso de amor

Como mostrou a coluna, o PL de Bolsonaro e o PT de Lula vivem, literalmente, um caso de amor no Ceará. A cidade de Cairús é o maior exemplo da comunhão de bens, ops, votos.

O prefeito Wilamar Palácio foi eleito pelo PL em 2020. Em 2022, migrou para o PT. No entanto, deixou a esposa, Maria Ivone Palácio de Oliveira, ocupando a presidência do diretório municipal do partido de Bolsonaro.

Os municípios cearenses de Fortim e Bereberibe também revelam laços familiares e de amizade que unem o PT e o PL.

Metrópole

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado