Arthur Lira não vai se arriscar para proteger o STF Arthur Lira não vai se arriscar para proteger o STF Arthur Lira não vai se arriscar para proteger o STF Pular para o conteúdo principal
;

Arthur Lira não vai se arriscar para proteger o STF

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), não pretende arriscar seu capital político para barrar a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita poderes dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação é de interlocutores do deputado à coluna de Malu Gaspar, de O Globo.

A PEC que limita as decisões monocráticas, proferidas liminarmente por um ministro, chegou à Câmara na quinta-feira 23, depois de ser aprovada no Senado na quarta-feira 22 por 52 votos a 18.

Essas fontes de O Globo dizem que Lira chegou a afirmar, antes da aprovação da PEC no Senado, que tentaria segurar a tramitação da emenda, já que ele próprio foi beneficiado com decisões monocráticas recentes do STF, como uma decisão de Gilmar Mendes anulando as provas contra ele por desvios de recursos da compra de kits de robótica para escolas de Alagoas.

Entretanto, já tinha adiantado que “se o assunto se transformasse em ‘onda’ ele não poderia fazer nada”. Na quinta-feira, depois que o clima esquentou, Lira viu a “onda” subir e lavou as mãos, disseram os interlocutores. Até mesmo um ministro do STF ouvido pela coluna acha que Lira não vai se empenhar para conter o avanço do projeto.

Gilmar reagiu à aprovação da PEC com pronunciamento no Supremo

O presidente do STF, Luís Roberto Barroso, e o decano da Corte, Gilmar Mendes, fizeram pronunciamentos contra a decisão do Senado. Gilmar, que chamou a PEC de casuística, cobrou os parlamentares uma retribuição por “serviços prestados” na época da pandemia de covid e por decisões de “enfrentamento do autoritarismo” durante o governo Bolsonaro.

O ministro afirmou: “Curiosamente, a PEC não impede decisões monocráticas em habeas corpus, mecanismo muitas vezes utilizado pela defesa de agentes políticos que, ontem mesmo, se articularam para restringir as competências da Corte Constitucional.”

De acordo com os líderes ouvidos pela equipe da coluna, a fala de Gilmar acirrou ainda mais os ânimos dos deputados, especialmente os dos partidos do centrão e da direita em geral, que há tempos tentam limitar os avanços do Supremo.

“O presidente da Câmara já lavava as mãos, dizendo que, depois dessa última escalada no conflito, não teria como conter os ânimos dos deputados, que se consideravam afrontados pela postura do Supremo”, afirma a coluna de Malu Gaspar.

Além disso, o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente da Casa, respondeu à fala de Gilmar: “Eu não admito que se queira politizar e gerar um problema institucional”.

Nesse cenário, nem mesmo o STF acredita que Lira fará algum esforço para blindar a PEC. “Acho que ele não conseguirá segurar, sob o risco de perder a força para fazer seu sucessor”, disse um ministro do Supremo ouvido em caráter reservado ao Globo, em referência à disputa em 2025 pela presidência da Câmara.


Revista Oeste

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado