Moraes vota para condenar mais seis réus a penas absurdas Moraes vota para condenar mais seis réus a penas absurdas Moraes vota para condenar mais seis réus a penas absurdas Pular para o conteúdo principal
;

Moraes vota para condenar mais seis réus a penas absurdas

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta sexta-feira (6) para condenar mais seis réus envolvidos nos atos de vandalismo de 8 de janeiro 8 de janeiro.
Os réus, quatro homens e duas mulheres, são originários de São Paulo, Minas Gerais e Goiás. Foram sentenciados a penas variando entre 14 e 17 anos de prisão, e receberam uma multa total de R$ 30 milhões.

Este representa o terceiro conjunto de julgamentos, que teve início em setembro, e resultou em nove condenações até o momento, todas envolvendo réus do sexo masculino, com penas de 12, 14 e 17 anos.

Os réus foram acusados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pelos seguintes crimes: Abolição violenta do Estado democrático de Direito;

Golpe de Estado;
Associação criminosa armada;
Dano qualificado; e
Deterioração do patrimônio tombado.

As penas foram as seguintes:Cláudio Augusto Felippe, Jardim Jaraguá/SP: 17 anos de prisão
Edineia Paes da Silva dos Santos, Americana/SP: 17 anos de prisão
Jaqueline Freitas Gimenez, Juiz de Fora/MG: 17 anos de prisão
Jorge Ferreira, Vale do Ribeira/SP: 14 anos de prisão
Marcelo Lopes do Carmo, Aparecida de Goiânia/GO: 17 anos de prisão
Reginaldo Carlos Begiato Garcia, Jaguariúna/SP: 14 anos de prisão

Na decisão, Moraes afirmou que os atos criminosos foram de repercussão internacional e causaram prejuízos de ordem financeira e social.

“Os atos criminosos, golpistas e atentatórios das instituições republicanas em 08/01/2023 desbordaram para depredação e vandalismo que ocasionaram prejuízos de ordem financeira que alcança cifras nas dezenas de milhões, para além das perdas de viés social, político, histórico — alguns inclusive irreparáveis —, a serem suportados por toda a sociedade brasileira”, disse Moraes.

Até o momento, o STF condenou nove réus pelos atos de vandalismo do 8 de janeiro.

Três réus foram condenados em setembro: Matheus Lima de Carvalho Lázaro e Aécio Lucio Costa Pereira receberam penas de 17 anos de prisão em regime inicial fechado. Thiago de Assis Mathar foi condenado a 14 anos de prisão, também em regime inicial fechado.

Outros três réus foram condenados nesta semana: Davis Baek (pena de 12 anos), João Lucas Giffoni (pena de 14 anos) e Moacir Santos (pena de 17 anos).

O ministro André Mendonça pediu destaque nos julgamentos de outras duas acusadas (Nilma Alves e Jupira Rodrigues), o que significa que a discussão será transferida para o plenário físico da Corte. Não há data para retomá-los.

Gazeta Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado