Funcionários do aeroporto em Guarulhos protestam contra proibição do uso de celulares nas áreas de carga e descarga Funcionários do aeroporto em Guarulhos protestam contra proibição do uso de celulares nas áreas de carga e descarga Funcionários do aeroporto em Guarulhos protestam contra proibição do uso de celulares nas áreas de carga e descarga Pular para o conteúdo principal
;

Funcionários do aeroporto em Guarulhos protestam contra proibição do uso de celulares nas áreas de carga e descarga


Funcionários de empresas terceirizadas que prestam serviço para o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, fazem um protesto e paralisação nesta terça-feira (3) contra a proibição do uso de celular nas áreas de carga e descarga dos terminais, durante a jornada de trabalho.

O ato começou ainda de madrugada, às 3h, e os funcionários dizem que foram obrigados a assinar um documento sobre a restrição, apesar de não concordarem com a decisão da Receita Federal. A medida foi tomada após a troca de malas com droga que levou duas brasileiras a serem presas erroneamente na Alemanha

Os empregados terceirizados relatam que precisam se comunicar com familiares durante a jornada de trabalho, já que têm mães, pais e filhos em idade escolar em casa.

Uso de celular para emergências

Eles citam também possíveis emergências que podem surgir e que, sem o uso do aparelho celular para comunicação, ficam sem informações das famílias.

Durante o protesto, os trabalhadores andaram por várias áreas dos terminais do Aeroporto de Guarulhos gritando palavras de ordem como "somos trabalhadores, não bandidos" e pedindo a revisão da norma.

Por meio de nota, a concessionária GRU Airport, que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, informou que "devido paralisação de parte dos trabalhadores terceirizados que prestam serviço no pátio e à greve de metrô e CPTM, nesta terça-feira (03/10), foi iniciada a operação em contingência conforme protocolo pré-definido".

Passageiros relataram nas redes sociais que os protestos atrasavam a entrega de bagagens durante a manhã.
A concessionária orienta os passageiros a procurarem as companhias aéreas para informações sobre status dos voos.

Avisos de empresas aéreas

Empresas aéreas Gol e Azul informaram ao G1 que os voos não foram prejudicados, e que as chegadas e partidas das duas empresas estavam normais no início da manhã.

A Latam afirmou, por nota, que "voos com origem ou destino em Guarulhos (São Paulo) nesta terça-feira (3/10) podem sofrer atrasos ou cancelamentos em função da manifestação de funcionários terceirizados que realizam as atividades de solo do aeroporto".

"Esta é uma situação totalmente alheia à vontade da LATAM", declarou a empresa.

Histórico da restrição

A proibição do uso de aparelhos celular essas áreas foi motivada pelo caso das brasileiras que ficaram presas na Alemanha. Traficantes de drogas colocaram, no Aeroporto de Guarulhos, as etiquetas de identificação da bagagem delas em duas malas carregadas com 40 quilos de cocaína.

O caso levou o aeroporto a mudar os procedimentos na área interna do terminal, principal ponto de chegada e partida de voos internacionais no país. A novidade vai vigorar a partir do mês que vem.

As áreas por onde circulam as milhares de bagagens e mercadorias que passam diariamente pelo maior aeroporto do Brasil sempre foram motivo de preocupação para as autoridades, mas, nos últimos dois anos e meio, isso se intensificou.

Nesse período, a Polícia Federal prendeu mais de 100 funcionários terceirizados que trabalhavam no local - a maioria por tráfico de drogas.

"Eles aliciam pessoal assim que eles são contratados e, muitas vezes, eles já são aliciados antes da contratação. Tem casos de que um funcionário, que já faz parte da organização, acaba indicando um colega ou um amigo; alguém que, depois, a gente descobre que também está traficando", contou Felipe Lavareda, delegado do aeroporto de Guarulhos.

Brasileiras ficaram mais de um mês presas

Presas na Alemanha após terem as malas trocadas no Aeroporto de Guarulhos, as goianas Katyna Baia e Jeanne Paollini passaram mais de um mês na cadeia. Elas só foram soltas depois que a justiça alemã reconheceu as provas enviadas pelo governo brasileiro de que elas eram inocentes.

"Esse fato foi péssimo. Foi para a imagem do país; principalmente para as duas brasileiras, foi muito ruim. Mas trouxe uma facilidade do entendimento que a gente precisa ser mais assertivo nas ações. A facilidade que a gente tem com a tecnologia no dia a dia, infelizmente, as quadrilhas também se utilizam dessas facilidades, o que obviamente dificulta a atuação das autoridades", explica Mário De Marco, auditor fiscal da Receita Federal e delegado da Alfândega do Aeroporto de Guarulhos.

Na ocasião, a Polícia Federal descobriu que os traficantes usaram o celular para combinar a troca das etiquetas.

Áreas restritas do aeroporto

"Aqui é área sensível. Aqui, nós precisamos garantir que nenhuma informação saia desse ambiente", afirmou André Luiz Gonçalves Martins, delegado-adjunto da Alfândega da Receita Federal no Aeroporto de Guarulhos.

Nas áreas restritas do terminal de passageiros e no pátio dos aviões, dois locais de fluxo das bagagens, só poderão ser utilizados aparelhos autorizados pelas empresas. Eles não podem ser usados para fins pessoais e o registro de fotos e vídeos deverá bloqueado.

“Essa é uma área também muito importante de segurança do aeroporto e, para que se garanta a integridade da mala do viajante, é importante que se restrinja a captação de imagens e a comunicação entre as pessoas que aqui trabalham", ressalta Martins.

FONTE: G1

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado