A denúncia de traição que chega como 'bomba' no colo de Lula A denúncia de traição que chega como 'bomba' no colo de Lula A denúncia de traição que chega como 'bomba' no colo de Lula Pular para o conteúdo principal
;

A denúncia de traição que chega como 'bomba' no colo de Lula



Aliados políticos de Lula, incluindo nomes do alto escalão do governo, estão inconformados com o resultado negativo que receberam do Senado.


Como mostrou o Conexão Política, por 38 votos a 35, o parlamento rejeitou o nome indicado pelo presidente da República para a Defensoria Pública da União.

Por causa disso, há uma movimentação nos bastidores lulopetistas para rifar ao menos seis senadores da base aliada que votaram contra o nome indicado para ocupar a DPU.

Em tom de denúncia, o grupo defende uma resposta política dura a esses parlamentares, com o intuito de evitar que uma demanda maior ocorra em situações futuras, como a indicação do próximo ministro ao Supremo Tribunal Federal. O escolhido substituirá Rosa Weber.


Apesar da iniciativa de dedurar os ‘traidores’, não se sabe quem foram eles, já que os nomes, considerando o voto secreto de cada um.

Ainda assim, o número é fácil de deduzir. Dos 81 integrantes do Senado, 49 têm se mantido fiéis a Lula na aprovação de projetos do governo, e os outros 32 compõem a oposição. Na quarta-feira (25), sete senadores, todos da base do Planalto, não votaram na sessão que decidia sobre Igor Roque: Giordano (MDB-SP), Irajá (PSD-TO), Jader Barbalho (MDB-PA), Mara Gabrilli (PSD-SP), Nelsinho Trad (PSD-MS), Professora Dorinha Seabra (União-GO) e Sérgio Petecão (PSD-AC).


E é isso que está incomodando o núcleo duro de Lula, uma vez que, ciente disso, os 42 governistas bastariam para aprovar o nome para a DPU, que precisava de maioria simples (41 votos). No entanto, não foi assim que aconteceu. 6 deles se juntaram aos 32 oposicionistas.

Os chamados ‘traidores’ ainda não tinham sido identificados pelos governistas até o fechamento desta matéria.

Conexão Política

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado