Barroso Tentar Passar Pano Para Comunismo no Brasil e Afirma que no Brasil Não Há Comunismo Barroso Tentar Passar Pano Para Comunismo no Brasil e Afirma que no Brasil Não Há Comunismo Barroso Tentar Passar Pano Para Comunismo no Brasil e Afirma que no Brasil Não Há Comunismo Pular para o conteúdo principal

Barroso Tentar Passar Pano Para Comunismo no Brasil e Afirma que no Brasil Não Há Comunismo


 
O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, afirmou nesta quinta-feira (14/9) que no Brasil não há vestígio de ditadura do proletariado e que o poder do mercado e empresário talvez seja maior. O comentário foi feito durante o julgamento do réu Thiago de Assis Mathar, acusado por atos golpistas no dia 8 de janeiro.
"Não há vestígio de ditadura porque nós temos eleições livres e períodicas a cada dois anos no Brasil. E do proletariado muito menos. Talvez a Faria Lima tenha mais influência do que o proletariado", afirmou o ministro em meio a risos.

A citação à Avenida Faria Lima, em São Paulo, faz uma referência à via conhecida por abrirgar centros financeiros e empresariais na capital paulista.

A fala foi proferida após a argumentação do advogado de Mathar, Hery Kattwinkel. "Patriotas são aqueles que defendem a bandeira verde e amarela, que ela não será vermelha", disse o defensor.

Barroso aproveitou o momento do seu voto para explicar os pensamentos de Friedrich Engels e Karl Marx.

"Comunismo é um modo de organização política e econômica fundado na propriedade coletiva dos meios de produção, em uma economia planificada, na abolição da propriedade privada (dos meios de produção). E, numa fase intermediária conhecida como 'ditadura do proletariado', que antecede a abolição final do Estado. Essa é a doutrina baseada no pensamento de Friedrich Engels e Karl Marx", comentou.

Em seguida, o ministro falou a diferença com o modelo que vigora no Brasil atual.

"No Brasil vigora a livre iniciativa, a economia de mercado, a meticulosa proteção da propriedade privada na Constituição e no Código Civil, e não existe vestígio de ditadura do proletariado", afirmou.

Por fim, Luís Barroso afirmou que a fala dele é necessária, que os sentidos das palavras sejam retomados e que é necessário combater a falta de cultura.

"A gente precisa reestabelecer no Brasil, num processo importante de pacificação, o sentido mínimo das palavras e enfrentar a incultura", completou.

Kattwinkel, que já havia cometido um erro ao atribuir a frase "os fins justificam os meios" ao livro "O Pequeno Príncipe", de Antoine Saint-Exupéry, em vez de "O Príncipe", do italiano Nicolau Maquiavel, aproveitou a defesa do réu para atacar a Suprema Corte.

Os ministros chegaram ao entendimento que Thiago Mathar deve ser condenado a 14 anos de prisão e a uma multa de R$ 30 milhões por danos coletivos pelos crimes de golpe de Estado, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, associação criminosa armada, dano qualificado pela violência e grave ameaça, com emprego de substância inflamável, contra o patrimônio da União e com considerável prejuízo para a vítima e deterioração de patrimônio tombado.


FONTE: Correio Brasiliense

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n

Thiago Pavinatto se pronuncia após saída da Jovem Pan

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22) . A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Em alguns posts nas redes o apresentador comentou o seguinte: "Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência. Essa é a versão oficial da minha saída da Jovem Pan. — Pavinatto (@Pavinatto) August 23, 2023

Herói sem capa: Policial enfrenta sozinho trio de criminosos que mantinham família refém e salva todos, (Veja o Vídeo)

Imagens de câmera de monitoramento mostram o momento em que um brigadiano sozinho salva um casal e uma criança feitos reféns durante assalto na noite de terça-feira (1º) em Estância Velha.  O confronto aconteceu uma agropecuária na Rua Walter Klein, no bairro Bela Vista. Nas cenas, o policial militar aparece armado em uma área externa da agropecuária. Em seguida, dois criminosos saem segurando as vítimas, que são seguidas por um cordeiro. "Foi uma situação inédita para mim", diz policial que salvou família refém de assalto em agropecuária de Estância Velha Criminoso que morreu após ser baleado durante assalto com reféns em Estância Velha usava tornozeleira eletrônica No momento em que os criminosos se aproximam de um carro estacionado em frente ao local, o policial se distancia em meio à rua. Os criminosos tentam embarcar com os reféns, mas o agente dispara um tiro em direção ao carro. O delegado de Estância Velha, Rafael Sauthier, explica que uma policial teria chegado